Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Dinamarquesa MØ passa pelo Brasil, no Lollapalooza, e diz que próximo álbum deve ter um pouco do nosso país

Ela conversou com CONTIGO! e contou que visitou um rodízio de carnes e que amou o cover de Lean On, feito pela drag queen Pabllo Vittar

Por Tainá Goulart Publicado em 27/03/2017, às 18h50 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

MØ toca no Lollapalooza e se diz apaixonada pelo Brasil - Fotos: Divulgação e Iwi Onodera e Manuela Scarpa/Brazil News
MØ toca no Lollapalooza e se diz apaixonada pelo Brasil - Fotos: Divulgação e Iwi Onodera e Manuela Scarpa/Brazil News

A voz da cantora dinamarquesa é tão doce, que contrasta bastante com a persona animadíssima vista no palco do Lollapalooza, no domingo (26), último dia do festival, ocorrido em São Paulo. Em entrevista à CONTIGO!, ela disse que foi um dos shows mais animados que fez na vida e que foi um prazer tocar novamente para os brasileiros - ela já veio para cá em 2013 e 2015. A voz do hit Lean On, que ela fez junto com o grupo de DJ’s, Major Lazer, teve até tempo de experimentar um rodízio de carnes paulistano. “Nunca comi tanta carne gostosa, adorei essa ideia de garçons indo e vindo com a comida.” Confira a entrevista completa com a cantora, que também toca no Lolla Parties, no Cine Joia:


Como foi tocar pela terceira vez no Brasil, justamente no Lollapalooza?

“Foi incrível, eu passei o show inteiro com um sorriso na cara. As pessoas foram tão lindas, como sempre acontece quando toco por aqui. Eu me senti muito solta no palco, pois a energia dos brasileiros era tão grande. Adorei ter vivido essa experiência novamente.”


Alguma diferença entre o primeiro show e o último no festival?

“O que aumenta é realmente o público, pois a energia continua a mesma. Vocês são muito legais como público!”


A cantora está animadíssima no show do Lollapalooza


Quando foi a primeira vez que você ouviu algo sobre o Brasil?

“Minha mãe tinha uma amiga bem próxima, que adotou uma criança de São Paulo, e foi quando eu lembro de ter ouvido a palavra Brasil na minha vida. É claro que não lembro muita coisa dessa época, mas sei que sempre tive vontade de vir pra cá.”


Já ouviu alguma música brasileira? Ou até alguma cantora ou banda?

“Eu vi no Youtube a Pabllo Vittar, que fez um cover muito legal de Lean On. Adorei como ela fez essa nova versão da música e as imagens do vídeo ficaram bem legais também. Quero ver se pesquiso mais coisas sobre!”


Será que vai ter alguma influência brasileira no seu próximo álbum?

“Isso é complicado de dizer, pois eu estou quase terminando a produção do disco e, querendo ou não, tudo ao meu redor me influencia… Então, posso dizer que sim, principalmente a animação que vocês têm, pra dançar, curtir de verdade a música.. É isso que espero de todos, na real, que curtam o som…”


Você teve uma banda feminista de punk rock na adolescência… Se você tivesse uma filha hoje, qual seria a primeira coisa que você a ensinaria?

“Essa pergunta é boa… Acho que seria muito enfática quanto à questão de ser quem ela quiser ser. Dane-se os homens, os padrões, seja o que você quer ser, faça o que tiver vontade e viva a sua vida como você acha que é certo. Eu seria, claro, muito mais enfática que a minha mãe, pois ela sempre me ensinou isso, mas de um jeito mais doce. Eu sou durona e, com certeza, passaria para minha filha com muitos palavrões…. (risos)”