Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Cissa Guimarães diz que está aberta a um novo amor

Comemorando um ano no É de Casa e sucesso no teatro, a apresentadora ameniza suas dores com a ajuda do tempo

Por Ligia Andrade / Fotos: Renato Rocha/João Cotta/Sergio Zalis / TV Globo Publicado em 25/08/2016, às 18h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Cissa diz que aprendeu a ser sozinha! - Fotos: Renato Rocha / TV Globo
Cissa diz que aprendeu a ser sozinha! - Fotos: Renato Rocha / TV Globo
O que Cissa Guimarães mais tem escutado ultimamente é que a sua agenda está uma loucura. E está mesmo! “Gosto desta agitação, trabalho é oxigênio”, garante a apresentadora do É de Casa, atração que acaba de completar um ano na Globo. Cissa também continua em cartaz com Doidas e Santas e planeja a terceira turnê nacional da peça, inspirada na obra da escritora Martha Medeiros. Desde 2010, o espetáculo já encantou mais de 400 mil espectadores. “Estou com dois trabalhos que amo. Posso estar exausta que chego no palco e tudo vai embora. Com certeza, é um presente. Sei bem quem me deixou”, diz ela, referindo-se ao filho Rafael Mascarenhas, morto em 2010, vítima de um atropelamento, aos 18 anos. Ela ainda é mãe de João e Tomás Velho. “O tempo é soberano, rei. Não é o meu inimigo. É meu parceiro, me ensina, ameniza minhas dores”, enfatiza. Cissa vem experimentando uma rotina tranquila, focada no lar e no trabalho. “Não sei o que é sair para tomar chope há algum tempo. Gosto de malhar de manhã também. Estou em uma fase caseira, diferente do que sou, porque normalmente sou agitada – e gosto de ser assim. Estou mais introspectiva, ficando mais velha. Já fiz muita coisa, não é mesmo? Agora estou experimentando ficar com a Cissa, o que é uma delícia”, avalia. Depois de três casamentos, está solteira desde 2005. Teve namoros e brincadeiras, como costuma dizer. No entanto, já sente novamente vontade de ter um companheiro a seu lado. “Adoro namorar, mas não me casar. Quero uma relação sólida, bacana. Cansei de brincar. Se não vier, já aprendi a ficar sozinha. Tenho meus livros, meu trabalho, meus amigos e minha família. Me divirto comigo, fico rindo sozinha de mim mesma.” 

Cissa com os colegas de programa, Zeca Camargo, Patrícia Poeta, Tiago Leifert, Ana Furtado, André Marques

Assumindo as rugas
Regra é uma palavra que não consta no dicionário de Cissa. Sempre bela e sorridente, a apresentadora se cuida com prazer, sem ficar com neuroses exageradas. Adora aulas de dança, musculação – fez até mesmo logo após seus partos –, pilates, alongamento... vai encaixando em seus horários. No verão, gosta de pegar sua bicicleta, ir à praia e terminar o passeio com um mergulho no mar. “Não tenho horário certo para comer, mas me alimento com atenção, com a ajuda de uma nutricionista”, conta. A proximidade dos 60 anos tampouco assusta a “garota que quebra o coco, mas não arrebenta a sapucaia”. No papel de mãe, avó, mulher e profissional, assume suas rugas, sem problemas. “Coloco pouco botox, só para dar um up, porque sou muito expressiva. Deus me livre ficar com a testa parada! Cuido da minha pele, porque tenho tendência a ter manchas. Não tenho nada contra plástica, estou pensando em fazer daqui a algum tempo, só que morro de medo. Já fiz lipoaspiração no culote uma vez, por uma bobagem.”

“Adoro namorar, mas não me casar. Quero uma relação sólida, bacana. Cansei de brincar. Se não vier, já aprendi a ficar sozinha."

Movida a adrenalina?
Sexta-feira é o dia mais tenso da semana para Cissa. É quando ela começa a sentir a adrenalina do “ao vivo”. “É um dia em que me apresento com a peça também. O meu horário muda completamente”, explica. No sábado, acorda às 4h30 para ir aos Estúdios Globo e “precisa chegar inteligente e sem olheira (risos)”. Com seis apresentadores, É de Casa se consolidou na programação da emissora com bons índices de audiência. “Nem acho que demorou a se consolidar, as pessoas é que estão com exigência muito imediata e as coisas são semeadas para se frutificar. Estamos aprendendo, engatinhando. Todo início é complicado, ninguém acerta de primeiro, a novidade assusta. Temos tudo para dar certo, somos um programa para toda a família.” 

Oração e meditação todos os dias
Egressa do teatro, onde começou em 1977, Cissa tem 36 anos só de Globo. E, até hoje, é um dos rostos mais marcantes do Vídeo Show. “Até lá eu dividia o programa com o Miguel (Falabella), a Renata Ceribelli, o André Marques... Trabalhar com seis apresentadores é se dedicar para que isso dê certo. No É de Casa não precisei de muita coisa, porque são pessoas legais. O que a gente tem de trabalhar é a convivência, a harmonia e a alegria de compartilhar e aprender. Sou grata, me faz evoluir”, justifica. 
  Agora, Cissa se atenta a tudo que possa virar assunto no programa. “Um quadro caiu na minha cabeça e levei 15 pontos. Ao invés de ver só o lado negativo, reverti e pedi para falar sobre isso.” O segredo da apresentadora para manter a serenidade e o bom humor no dia a dia é não deixar de trabalhar o lado espiritual. Ela ora e medita pelas manhãs. “Faço meia hora, é necessário”, alerta.