Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

"A vida é de verdade"

Rafael Cardoso, o galã de Além do Tempo, comemora o 1º aninho da filha, Aurora, da união com Mariana Bridi, e o sucesso como ator e empresário

Ligia Andrade Publicado em 17/11/2015, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Rafael Cardoso - Cadu Pilotto
Rafael Cardoso - Cadu Pilotto
Já virou um ritual na casa de Rafael Cardoso. Assim que sua filha, a sapeca Aurora, de apenas 1 aninho, acorda, ela passa por cima da mãe, a empresária Mariana Bridi, para brincar com ele, feliz da vida. “Ela é demais! É agarradinha a mim. Abro um pouco o olho, e ela já sabe que acordei. É impossível levantar de mau humor. Hoje, ela veio com a sandália, pedindo para eu colocar no pé dela. Como não coloquei, sentou no chão e tentou sozinha”, relata orgulhoso o ator, no ar como o galã Felipe, em Além do Tempo (Globo). A menina já reconhece Rafael na TV. “Ela também já fala papai, mamãe, sapato, batata... Repete tudo o que a gente fala.” E, se depender do casal, a família aumentará, sim. “Mas deixo para a Mariana decidir. É uma mudança muito maior para ela do que para mim, é o corpo dela que vai mudar”, reconhece. O tempo livre, Rafael destina a Aurora, claro, e à reforma da casa que ele faz questão de cuidar atentamente, sem pressa de terminar. “Estou fazendo eu mesmo a obra (risos). Claro que duas pessoas trabalham comigo, mas a parte de arquitetura é minha. Estou reformando a piscina – cortei a madeira do contrapiso e a reaproveitei no deck...”, diz o ator, que está fazendo a casa em estilo rústico. “Cheguei esses dias do estúdio, peguei o removedor de tinta e passei na janela. Fui tirando devagarzinho para ficar com cara de envelhecida.”

COZINHAR É TERAPIA
É no lar doce lar também que Rafael faz musculação, na academia que montou “com alguns pesinhos”, e, na cozinha, mostra seus dotes culinários. “Mariana me pediu outro dia para fazer ragu de porco, com grana padano e fettuccine. É muito bom, nunca mais tinha feito”, conta. Mesmo com DNA gaúcho, ele diminuiu a ingestão de carne por conscientização. No fogão, ele é um alquimista. O ator começou a pôr a mão na massa aos 19 anos, quando veio de Porto Alegre para o Rio. Na cidade, dividia apartamento com amigos e se encarregava das refeições. “Comecei a inventar uma coisa ou outra, olhar as receitas, pedir dicas para minha avó. Hoje a cozinha é uma terapia. Não pretendo fazer curso, sou cara de pau mesmo”, brinca. Só que o hobby virou coisa séria. Atualmente, ele tem um site de bem-estar (Puramesa) e é um dos sócios do restaurante Puro, na zona sul da cidade. Em 2016, vai lançar um novo empreendimento. “Mas não dou pitaco no menu. Imagine, quem sou eu (risos)?”

MOCINHO SEM PIEGUISSE
Protagonista de Além do Tempo, sucesso de público e crítica, Rafael costuma acompanhar o Ibope da novela e a parte de edição do folhetim. “O telespectador quer refrescar a mente. Em um mundo que está tão de cabeça para baixo, assistir a uma história de amor, lúdica, é um bálsamo, por mais que tenha maldade”, analisa. O intérprete de Felipe sabe que fazer o mocinho é uma responsabilidade. “O desafio de não cair na pieguice é grande.” O rótulo de galã não incomoda o ator, que foi protagonista pela primeira vez em A Vida da Gente (Globo, 2011). “Isso é a consciência da gente. Me colocam no lugar de galã porque precisam, foi criado isso, mas nunca me preocupei com isso. O que é o galã? É algo efêmero. E se tornou uma coisa meio ‘pejorativa’ para a classe.”
Prestes a completar 30 anos, na terça-feira (17), Rafael sente nos ombros as responsabilidades de suas escolhas. “Tive de me virar desde cedo, sempre trabalhei com meu pai e, moleque, fazia molecagem (risos). Mas ele sempre me ensinou a ser responsável e, chegando perto dos 30, você entende melhor isso.” E continua: “A responsabilidade traz trabalho e dá trabalho, mas escolhi ser assim”. O restaurante é só um lado de Rafael, que cria cavalos e está procurando terras para começar a investir em produtos orgânicos. Ele também está montando um projeto de reciclagem no antigo aterro sanitário de Jardim Gramacho, no Rio. “Com o Recicla Amor, queremos dar dignidade às pessoas que moram lá, dar o mínimo para eles. E reciclar para ajudar o planeta”, diz. E não para por aí. “Junto com esse projeto tem a arte educativa, pegando um pouco do lucro e revertendo-o para as crianças. É algo que está me deixando muito motivado e grato.” 


Ligado à espiritualidade, o ator acredita na vibração de todas as ações que são feitas por ele e pelo outro. “Estudo de tudo e frequento vários lugares, tudo o que se possa imaginar. Cada um tem uma energia, aqui no Horto (zona sul) tem um casa de mesa branca, de umbanda.” Há nove anos com Mariana, ele é realista em relação à escolha de uma vida a dois. “É uma opção diária. Não é fácil manter um relacionamento, são duas pessoas diferentes, se não tiver maturidade para conversar e se acertar, não caminha.” Rafael, que fez um casamento-surpresa para a amada em 2013, em Fernando de Noronha, a surpreendeu novamente este ano, dessa vez com direito à juíza de paz, em maio. “Desde que fiz a cerimônia em Noronha, a Sônia (Bridi, jornalista, sogra do ator, 51) ficava dizendo que eu só queria enrolá-la. Isso é convenção social, só fiz, de verdade, por função burocrática. Analisei e achei melhor formalizar no papel. O que é de verdade, é de verdade.” Ao lado do amigo, o ator Igor Rickli, 31, que também ainda não tinha oficializado a união com a atriz Aline Wirley, 33, Rafael armou tudo durante um churrasco. “Falei com ele: ‘Veio, vamos fechar isso logo?’ Chamamos a juíza de paz conhecida nossa e pedimos para ela levar a papelada”, lembra o ator. As noivas não tiveram tempo para nada! 
 Superfamília, Rafael não decidiu ainda onde passará o Natal. “A família é gigante. Não sabemos se vamos para Florianópolis, Guaíra, ou se todo mundo vem para o Rio.” Uma coisa é certa: “Sempre vou para a cozinha, não tem escapatória”.