Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / BBB20

Ex-BBB Pyong Lee justifica contratação de advogados e acusa ameaças de apresentador de TV

Em desabafo, ex-BBB relata ataques orquestrados e diz que está sendo ameaçado

Redação Contigo! Publicado em 17/04/2020, às 12h21 - Atualizado em 01/05/2020, às 22h59

Pyong Lee justifica contratação de advogados e acusa apresentador de TV - Reprodução
Pyong Lee justifica contratação de advogados e acusa apresentador de TV - Reprodução

O hipnólogo Pyong Lee surpreendeu os fãs ao publicar nas redes sociais um novo desabafo.

Após anunciar que vai processar aqueles que o atacaram nas redes sociais, ele justificou a decisão de partir para a justiça.

"Foi com muito desagrado que me vi na posição de contratar advogados para adoção de medidas judiciais contra aqueles que estão atacando a minha honra e da minha família. Até o meu filho recém-nascido vem sofrendo agressões e ameaças, num verdadeiro linchamento digital sem qualquer precedente", disse.

Ele criticou a postura de alguns que acreditam que estão protegidos pelo anonimado da rede.

"A internet se tornou verdadeira terra de ninguém e não pode ser usada, como está acontecendo, para disseminar ofensas e mais ofensas, em escala geométrica, o que pode causar consequências mais sérias, no plano de saúde psíquica e mental das vítimas deste tipo de comportamento", pediu ele.

Em determinado momento, ele cita um apresentador de TV que teria cometido inúria racial.

"Um apresentador de televisão, que me recuso a citar o nome, se permitiu até mesmo ameaçar minha integridade física com injúrias raciais, incitando o ódio de seus seguidores que passaram também a me atacar, colocando em risco a integridade física e psicológica, não somente minha, mas de minha família", disse ele.

O ex-BBB também criticou um influenciador famoso. "Outro influenciador digital anunciou, em alto e bom som, que irá me perseguir, convocando os seus a fazerem o mesmo, gerando uma avalanche de novos vitupérios, o que é crime", declarou.

Veja na íntegra: