Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / EITA!

Andressa Urach diz que só iria para o BBB com a permissão do marido: "Não deixa"

Andressa Urach respondeu algumas perguntas dos seguidores e revelou se gostaria de ir para o BBB, mas parece que o maridão Thiago Lopes não gostou da ideia

Redação Contigo! Publicado em 23/01/2022, às 15h23

Andressa Urach diz que só iria para o BBB com a permissão do marido: "Não deixa" - Reprodução/Instagram
Andressa Urach diz que só iria para o BBB com a permissão do marido: "Não deixa" - Reprodução/Instagram

A ex-Miss Bumbum Andressa Urach fez uma live com o seu marido Thiago Lopes no último sábado (22) e respondeu algumas perguntas dos seguidores.

Entre elas, um seguidor questionou se ela participaria do Big Brother Brasil.

"Se o Thiago deixasse, eu iria, mas ele não iria deixar. Ia ganhar um milhão lá", afirmou ela. O seu marido, em seguida, respondeu: "Nossa, quanto dinheirão". Vale lembrar que Andressa Urach já participou do reality A Fazenda, da Record.

Mais uma seguidora questionou se a modelo gostaria de ser mãe de uma menina. Andressa é mãe de Arthur, de 15 anos, e está esperando o segundo filho, Leon.

"Estou sofrendo demais com a gestação do Leon, eu até perguntei pro Thiago a possibilidade de a gente pensar em ter mais um filho. Ele disse que só o Leon já está bom, mas eu queria muito ser mãe de menina, eu já tenho o Arthur e agora vem o Leon. Mas eu acredito que eu não aguento outra gestação não. Eu tinha me esquecido o quanto é difícil", respondeu ela. 

Por fim, ela relembrou que teve uma crise no casamento durante o início da gravidez e que prefere dar mais atenção ao marido no momento. 

"Meu casamento quase acabou nesse início de gestação. Então eu acho que é melhor dar uma segurada no marido, cuidar dele um pouquinho. Quem sabe daqui uns anos quando eu esquecer como é difícil ser grávida, talvez eu tente", respondeu ela.

DESABAFO

A modelo Andressa Urach comoveu os seguidores nesta quarta-feira (12) ao publicar um longo desabafo nas redes sociais em que revela que está lutando bravamente contra os efeitos do transtorno de personalidade limítrofe, que é conhecido como borderline

"Hoje estou bem triste, com vontade de chorar, e o domínio próprio é algo bem difícil para o borderline. Durante muitos anos eu resisti ao tratamento médico e tinha uma fé burra, achava que poderia ser demônio. Minha mãe e meu marido não aceitavam minha doença. Eu passei seis anos na igreja, e passei por uma decepção muito grande com eles. Foi muito difícil pra mim porque eu amava. Sabe quando algo é sua razão de viver? Essa ruptura, esse mal que aconteceu, quase me levou à loucura", afirmou muito abalada.