Aos 55 anos, Paula Toller dispara: "Detesto a decadência"

Referência feminina no cenário musical, a cantora, que estreia nova turnê, fala sobre o novo momento, comenta polêmicas envolvendo seu nome e garante: "Meu empoderamento veio no DNA"

Por Tatiana Ferreira

Paula Toller: Loba na pele de cordeiro | <i>Crédito: Fotos: Leonardo Aversa/Divulgação
Paula Toller: Loba na pele de cordeiro | Crédito: Fotos: Leonardo Aversa/Divulgação

Reconhecida por seus inúmeros sucessos e ícone do cenário musical, desde sua primeira aparição à frente da icônica banda Kid Abelha, Paula Toller, 55 anos, está de volta em nova turnê, Como Eu Quero e em carreira solo. Cheia de personalidade, a artista diz que a segurança veio com a maturidade. E não engane-se com a voz suave e aparência angelical. “É como se eu fosse um lobo na pele de cordeiro”, brinca ela, ao referir-se ao seu jeito de conduzir as coisas. Entre as dificuldades da nova fase, estão seus próprios trabalhos. “Vivo competindo comigo mesma. Quando lanço um novo projeto, as músicas antigas são as mais pedidas.” Referência não apenas na música, Paula parece ter o tempo a seu favor, quando o quesito é beleza. “Recentemente, fui descoberta pelo mundo publicitário e achei engraçado, porque nunca me considerei referência e muito menos com uma imagem comercial. Talvez tenha a ver com esta coisa de aparentar ser mais jovem”, reflete a cantora.  

REFERÊNCIA FEMININA “Amo este título. Fico feliz. Nunca planejei isso, foi uma coisa que aconteceu. É um privilégio ser destaque de uma geração. Fui criada por mulheres independentes. Meu empoderamento veio no DNA.”

ALIADA DO TEMPO “Me cuido bastante. Detesto a decadência, ela vem e procuro lidar com isso da forma mais positiva possível. Graças a Deus, tenho uma vida confortável, mas nunca fui de ter mansões, carrões, barco... Mas tenho os meus luxos, que são: comida caseira, fresca e feita todos os dias.” 

PRECISOSIDADE “O passar do tempo é o maior dos luxos, é precioso. Tudo que organizo é para me deixar com tempo livre e não perder tempo com bobagem. Fisicamente incomoda, claro! Quando se é mais nova, tudo é problema e confusão. Eu era assim: preocupada e estressada com coisas que não tinham a menor importância.” 

PAULA x KID “Tenho orgulho de ter sido parte do Kid Abelha por 30 anos. A decisão do fim eu tomei e não foi senso comum, mas foi importante para evitar uma briga. A gente já não estava mais conseguindo ter aquele espírito de grupo.” 

DESAFINADA “Uma crítica ruim me deixa chateada. Mas estas coisas só me deixaram com uma casca mais grossa. Hoje, quem são estes críticos mesmo? Mas não tenho rancor, raiva, nada. Me lembro de muitas gente que era amigo destas pessoas e hoje em dia faz qualquer negócio pra fazer sucesso.” 

APELO SENSUAL “Faz parte, mas não é a minha. Sempre tive este look meio garotinho. Gosto de fotografar, faço minhas brincadeiras no palco, mas não é e nunca foi minha esta onda sexy ou exposição física. O apelo sexy é sem graça e não é o principal, na minha opinião, claro!” 

AMOR PARA VIDA TODA “Minha parceria com o Lui (Farias, 59, com quem está casada há 30 anos) é em tudo. Não existe nenhuma fórmula e é difícil, mas, ao mesmo tempo, é fácil, porque você está ali com aquela pessoa para o que der e vier. Ele me ajudou tanto, que chegou a abrir mão um pouco da carreira dele em uma época em que eu estava muito solicitada. Criamos juntos nosso filho, Gabriel (28).” 

10/04/2018 - 13:32


Conecte-se

Revista Contigo!