"Minha vida é colorida"

Após 10 anos sem gravar, 
Fafá de Belém comemora 40 anos de carreira com novo álbum e, claro, 
muita gargalhada

Mariana Silva

Fafá de Belém | <i>Crédito: Murillo Constantino
Fafá de Belém | Crédito: Murillo Constantino
Uma risada de som inconfundível ecoava na entrada do apartamento. Foi com um enorme sorriso no rosto que Fafá de Belém, 59 anos, recebeu a CONTIGO! em sua cobertura, nos Jardins, em São Paulo. “Minha risada foi o que me abriu portas desde a infância”, revelou a paraense, que comemora 40 anos de carreira relembrando suas origens. A gargalhada, aliás, foi uma das grandes saídas que Fafá buscou para superar os ‘nãos’ da vida. “Ou eu me tornava uma pessoa amarga, ou dava a volta por cima pela alegria”, conta, aos risos. Há 10 anos ela não encarava um estúdio de gravação. Mas não foi por falta de trabalho. Para comemorar o marco, Fafá queria criar algo diferente do repertório que construiu ao longo de sua trajetória. “Queria algo que falasse ao público de uma forma diferente de tudo que já fiz”, diz. A longa espera trouxe de presente o álbum Do Tamanho Certo Para o Meu Sorriso, com a direção do DJ Zé Pedro, 51. “Sempre entrei em estúdio à partir de uma música. Eu estava em Belém  do Pará quando surgiu inspiração para esse disco. Ele me trouxe uma alegria de reencontro”, contou Fafá. Morando há 30 anos em São Paulo, a cantora diz que quando pode busca refúgio em sua terra natal. “Volto para Belém sempre que preciso me oxigenar. Lá eu desapareço! Passo o dia dentro do rio, agradecendo a Deus por tudo. Sou tudo o que me foi dado, eu não planejei nada”. Fafá ainda divide sua alegria em Portugal. “Corro para lá quando preciso de muito abraço e afeto”, conta ela, aos risos.



Além da felicidade pela nova fase profissional, a vida de Fafá vai ficar mais colorida com a chegada da segunda neta, Julia, do casamento da filha única, Mariana Belém, 34, com o empresário Cristiano Saab, 39. Eles já são pais de Laura, 3. “Minha plenitude veio com a chegada da Laurinha. Eu praticamente voltei à minha adolescência. Agora com a Julinha, eu acho que vou voltar ao jardim de infância”, brincou ela, que se declara vó coruja.  E, no que depender de Fafá, suas gargalhadas irão além dos palcos. Após 40 anos de trajetória, a cantora revela um desejo ainda não realizado: fazer cinema. “Tá aí uma coisa que eu adoraria fazer”, diverte-se Fafá.

AMOR E FÉ
Há 5 anos, Fafá dedica-se à Varanda de Nazaré, que acontece durante o Círio de Nazaré, a maior manifestação religiosa do Brasil, celebrada uma vez por ano, em Belém do Pará. A tradição, que a acompanha desde menina, foi passada para a filha, Mariana, e agora a neta, Laura, também vive tudo de perto. “É uma coisa impossível de explicar. A força de um povo em devoção e fé, independente da opção religiosa”, conta Fafá.

04/11/2015 - 12:02

Conecte-se

Revista Contigo!
Coleção CARAS