Fernanda Souza sobre programa na TV: 'É uma liberdade criativa que eu nunca tinha sentido na vida'

No comando do Vai Fernandinha, no Multishow, artista comemora o sucesso da atração e não planeja voltar às novelas

quarta 25 abril, 2018
 Fernanda Souza sobre programa na TV: 'É uma liberdade criativa que eu nunca tinha sentido na vida'
Fernanda Souza sobre programa na TV: 'É uma liberdade criativa que eu nunca tinha sentido na vida' Foto:Fotos:Marcos Duarte e Edu Viana/Divulgação Multishow

Fernanda Souza é cria da televisão. Aos 13 anos ela já tinha uma legião de fãs no país. Sua Mili de Chiquititas marcou uma geração. Ela cresceu, fez outros trabalhos de destaque e se consolidou na TV. Foi a Mirna, de Alma Gêmea, a Carola, de O Profeta, a olho junto da Isadora, de Toma Lá Dá Cá, e tantas outras. Mas foi sendo Fernanda Souza que se encontrou em seu melhor papel: o de apresentadora. No comando do Vai Fernandinha, do Multishow, ela mostrou para o público que não tem hora certa para se reinventar. Engraçada, disponível e louca por um bate-papo, ela faz do programa um extensão do que seriam as suas conversas com os amigos. Nessa entrevista exclusiva com a Contigo!, ela conta mais sobre sua atual fase e afirma que não se vê fazendo novelas tão cedo: “Vivi intensamente cada personagem, cada história que fiz. Mas sinto que agora estou numa fase em que quero trabalhar mais esse meu lado comunicadora”.

Vai Fernandinha é um sucesso. Em algum momento, você ficou com medo de fazer essa transição da atriz de novelas para ser apresentadora?

Essa foi uma transição muito natural. Eu não acordei um dia e falei para mim mesma: “vou parar de fazer novelas e investir em uma carreira como apresentadora” (risos). Surgiu o convite para ser repórter do The Voice e eu amei aquela experiência. Sempre gostei de me comunicar, de me expressar e vi ali uma outra forma de trabalhar, sendo eu, Fernanda, e não uma personagem. Depois surgiu A Regra do Jogo, uma novela do João (Emanuel Carneiro) e não tive como recusar. Depois dela, quis realizar esse desejo de falar com as pessoas como Fernanda. E então fiz a proposta do programa para o Multishow, que comprou a ideia. Não passei por um dilema, não foi aquelas situações em que você tem que fazer uma escolha de Sofia.


Com Luan Santana, farra na piscina de bolinhas 

É possível que a gente não te veja mais em novelas?

Fiz novelas por muitos anos. Só na Globo foram 18 anos. Eu vivi intensamente cada personagem, cada história que fiz. Mas sinto que agora estou numa fase em que quero trabalhar mais esse meu lado comunicadora, em falar o que penso, trocar ideias com o meu público e meus convidados... Não tenho planos de fazer novela por ora.

Fazer um programa como Vai Fernandinha num canal fechado te dá mais liberdade para ousar?

Tenho muita liberdade dentro do Multishow para fazer o que quero. Eu ajudo na criação de todos os roteiros do programa. Eles só são gravados com minha aprovação, para me sentir bem à vontade para fazer as brincadeiras e ações com os convidados. Quando o programa fica pronto, eu participo das edições.  Coloco os momentos que eu acho legais, tiro o que acho que não tem que estar. E escrevo as hastags. Multishow me deu liberdade, além de ousadia. Eles me deram liberdade para criar junto com a Floresta, que é a produtora, e meu diretor Rafael Vieira, um conteúdo como a gente quisesse criar. É uma liberdade criativa que eu nunca tive na vida.

Já pensou em algum projeto para a TV aberta? O que gostaria de fazer?

Eu estou muito focada no Vai Fernandinha. Fizemos essa terceira temporada e já temos uma outra para o segundo semestre. Eu estou já pensando nos convidados, no que quero fazer... Mas é claro que eu adoraria fazer algo também na TV aberta. Eu gosto é de me comunicar, se depender de mim, falo sem parar (risos).

Qual foi a situação mais engraçada que passou nos bastidores do programa nessas três temporadas?

A situação mais surreal que eu vivi foi no programa com a Wanessa Camargo. Em uma das brincadeiras, a gente tinha um painel com vários pratos, para remeter ao costume grego de quebrar pratos... E no terceiro prato, Wanessa esbarrou nela, com os 12 que ainda tinham, e eles despencaram todos. Ela ficou em estado de choque. Colocamos no ar em câmera lenta. O Vai Fernandinha é isso, ele surpreende em todos os aspectos. E acho que, no fim, ficou mais engraçado do se a gente tivesse seguido a brincadeira como previsto (risos).

Você fala bastante do Thiago nas suas redes e também no programa. Ele seria o seu maior incentivador em todas essas mudanças?

Ele é um dos meus maiores incentivadores sim, assim como toda nossa família. E é uma torcida recíproca. Eu torço demais com as conquistas dele.

Você costuma dizer que brincam muito. Tem alguma brincadeira do programa que tenha surgido da convivência de vocês?

Não tem nenhuma brincadeira que tenha a ver com a gente. O que eu acho que o Vai Fernandinha tem é leveza, é um programa leve e divertido. E aqui em casa vivemos assim, nessa leveza, cumplicidade. Essa forma mais relax de levar a vida. O programa tem a ver como eu levo a vida em todos os sentidos, na minha casa com meu marido, com meus amigos, no meu trabalho... eu quero sempre olhar o lado bom da vida, ser leve e positiva. É claro que tem momentos que não tem como ser assim, e ok. Ninguém é feliz o tempo inteiro e isso é normal. Mas eu quero ser mais feliz e levar a vida com leveza.

Vocês estão casados há três anos. Casamento é isso o que pensou? 

Eu não tinha nada pensado sobre casamento, de verdade. Não tinha nada idealizado. Nós temos muita cumplicidade e desejo de estar um com o outro, e isso é muito importante.

Vejo sempre alguém perguntando por filhos. Essa cobrança incomoda?

Não me incomoda não. Eu estou vivendo uma fase muito feliz. E sei que existe essa curiosidade mesmo. Mas eu acho que tudo na vida acontece na hora certa.

Quem é o seu convidado dos sonhos para o Vai Fernandinha?
Eu realizei nessa temporada. Era Claudia Raia. Desde o início, eu queria levá-la. Independentemente de ela ser uma pessoa muito especial para mim. Temos uma relação muito próxima, eu a considero como uma mãe e ela me considera como filha. Queria levar a Claudia Raia, atriz, essa personalidade que conhecemos há anos, e mostrar o que as pessoas não sabem. O quanto que ela é leve, divertida, sabe rir de si mesma. Claudia é uma referência para mim, da forma como ela enxerga e encara a vida. E queria que as pessoas conhecessem esse lado. E conheceram. Ela me contou que muitas pessoas pararam ela para falar, comentar a entrevista. Ela falou que nesses anos todos de profissão que essa entrevista teve uma repercussão inacreditável. E fiquei muito feliz de poder compartilhar.

Se pudesse dar uma dica para alguém que quer mudar o rumo da carreira, como você fez, o que diria?

Se eu pudesse dar uma dica direta para uma pessoa que quer mudar algo, que quer tentar o novo, e essa: o não você já tem, então corre atrás do sim! Toda hora eu quero correr atrás de um sim. E sempre com fé para não desistir. É claro que vamos receber nãos, mas o grande lance é não desistir. Ter fé de que o melhor vai acontecer para você. Acredito que existe um plano maior. Deus sabe o que é melhor para minha vida e aceito o que ele tem para me dar de bom grado.

Por Tatiana Ferreira

Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

NOVELAS

  1. 1 GLOBO - Orgulho e Paixão - 21 a 26 de maio de 2018
  2. 2 GLOBO - Segundo Sol - 21 a 26 de maio de 2018
  3. 3 GLOBO - Malhação: Vidas Brasileiras - 21 a 25 de maio de 2018
  4. 4 GLOBO - Onde Nascem os Fortes - 21 a 25 de maio de 2018
  5. 5 SBT - As Aventuras de Poliana - 21 a 25 de maio de 2018