Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Tratando de esclerose múltipla, Claudia Rodrigues é internada em São Paulo

Humorista foi hospitalizada em estado grave, após ser diagnosticada com herpes-zóster, vírus causador da catapora

Redação Contigo! Publicado em 22/11/2017, às 10h48 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Claudia Rodrigues - TV Globo / Estevam Avellar
Claudia Rodrigues - TV Globo / Estevam Avellar

Claudia Rodrigues, de 46 anos, foi internada na última quinta-feira (16), às pressas, no hospital Albert Einstein, em São Paulo, após ser diagnosticada com herpes-zóster, vírus causador da catapora.

"Estourou no rosto, próximo ao olho. Como ela tem esclerose, exige um cuidado maior, tem possibilidade dessas lesões estourarem para dentro do crânio. Não que isso aconteceu, estamos esperando resultado dos exames pra saber, mas o médico acredita que não. Ela foi hospitalizada em estado grave, não estava se sentindo bem, com muita dor e dificuldade para falar. Agora está bem melhor, as lesões estão secando, foi controlado. Os médicos ainda não deram previsão de alta", disse a empresária da atriz, Adriane Bonato, à CARAS Digital.

A atriz descobriu ser portadora de esclerose múltipla em 2000, quando tinha apenas 30 anos, e desde então passa por tratamentos para tentar amenizar os efeitos da disfunção. "Quando soube do diagnóstico da esclerose, perguntei para o médico se poderia ser mãe e esse era o motivo do meu receio. Não senti medo de morrer, pois tinha o desejo de viver para continuar trabalhando e educar uma criança. Tive meus momentos de tristeza, principalmente quando fui demitida, mas nada absurdo. Entreguei o meu futuro nas mãos de Deus e falei: ‘Se Você quiser me levar, me leva agora. Se não, me deixa quieta aqui, por favor, que eu vou ficar melhor do que eu era”, contou ela em entrevista exclusiva à Contigo!, em março deste ano.

Em 2015, a humorista se mostrou esperançosa após um transplante de células-tronco. “Medicinalmente falando, a esclerose múltipla não tem cura, mas existem casos de recuperação extrema com o transplante.", afirmou.