Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Substituta de Maria Júlia Coutinho na previsão do tempo é definida pela Globo

Mudanças na Globo! Emissora define nova apresentadora da previsão do tempo do JN e também faz alterações em outros telejornais

Redação Contigo! Publicado em 30/09/2019, às 20h46 - Atualizado às 20h49

Jornal Nacional - Reprodução / Instagram
Jornal Nacional - Reprodução / Instagram

A Rede Globo já definiu quem é a substituta de Maria Júlia Coutinho na apresentação da previsão do tempo no Jornal Nacional.

A escolhida é Anne Lottermann, que se destacou como garota do tempo do RJ2 – telejornal local do Rio de Janeiro. No entanto, os telespectadores ainda vão demorar um pouco para vê-la na telinha.

Isso porque Anne é mãe de dois filhos – Gael, de 6 anos, e Leo, de 4 – e, com a nova função, terá que se mudar do Rio de Janeiro para São Paulo. Assim, ela conseguiu a permissão da emissora para esperar o ano letivo das crianças chegar ao fim para, então, fazer a sua estreia no Jornal Nacional – cuja sede de previsão do tempo fica nos estúdios de São Paulo.

Por enquanto, a previsão do tempo no JN será feita por Jacqueline Brazil.

OUTRAS MUDANÇAS

Com a ida de Jacqueline Brazil para o Jornal Nacional, o cargo dela no Hora 1, Em Ponto e Bom Dia Brasil ficará sob o comando de Tiago Scheuer.

Além disso, a emissora também bateu o martelo sobre a previsão do tempo no Jornal Hoje. A vaga ficou com Eliana Marques, que dividirá o estúdio com Maria Júlia Coutinho, nova âncora do JH.

SAIBA MAIS SOBRE ANNE LOTTERMANN

A Globo divulgou um comunicado com um resumo da carreira da nova apresentadora do tempo do Jornal Nacional. Confira:

“Quando Anne Lottermann, aos 17 anos, saiu da pequena cidade de Santa Rosa, no interior do Rio Grande do Sul, ouviu do pai o conselho que a orienta até hoje: “Não tenha medo do desconhecido. Torne-o conhecido. Se não aguentar, volte”. Anne aguentou. Abandonou a carreira no magistério – ela chegou a lecionar para turmas do ensino fundamental – e se arriscou na imensidão de São Paulo. Trabalhou um ano e meio com moda. Fez desfiles e comerciais, mas rapidamente percebeu que sua paixão era o jornalismo. Veio para o Rio de Janeiro onde cursou Comunicação Social e em outubro de 2010, depois de passar por outras emissoras, foi contratada pela Globonews. Fez reportagens e chegou a apresentar jornais nos plantões de fim de semana.

Quando as Olimpíadas do Rio se aproximavam, em 2016, Anne Lottermann estreou na Editoria Rio. Fez reportagens para o BDRJ e pra o RJ1. Participou de grandes coberturas, como do ataque à Escola de Realengo. Ela foi a primeira repórter a chegar à escola municipal Tasso da Silveira  e testemunhar a tragédia que resultou na morte de 12 estudantes. Depois estreou no RJ2 fazendo a previsão diária da meteorologia e , de largada, preparou uma apresentação diferenciada da previsão do tempo para cada modalidade dos Jogos Olímpicos. A experiência deu tão certo que Anne Lottermann passou a fazer também a previsão do tempo para todo o país, diariamente, na Globonews"