Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Sondre Lerche, cantor norueguês, fala do seu amor pelo Brasil

Ele se apresenta no Rio de Janeiro (30) e em São Paulo (1) e diz que adora ouvir Tom Jobim. "É inspiração"

Por Tainá Goulart Publicado em 30/11/2017, às 19h15 - Atualizado em 06/03/2020, às 15h19

Sondre Lerche faz dois shows no Brasil - Fotos: Isabell Nwedin
Sondre Lerche faz dois shows no Brasil - Fotos: Isabell Nwedin

Apaixonado por Tom Jobim, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Gal Costa, Lo Borges, Chico... é total brasileiro, certo? Sondre Lerche nasceu na Noruega, mas, com esse gosto musical, parece que nasceu aqui mesmo! "Eu tinha um professor de violão, o Tino, que era metade brasileiro, me apresentou o Brasil (risos)! Foi aos 8 anos, ele contava histórias e foi ele quem me ensinou muito sobre Tom Jobim", disse o cantor, que volta ao país para fazer dois shows, um no Rio de Janeiro, na quinta-feira (30), e outro em São Paulo (1). "Vim pela primeira vez ao Brasil há dois anos e eu amei, foi amor a primeira vista! Eu fiquei no Rio, mas viajei por  Porto Alegre, Recife, Fortaleza e São Paulo. É um lugar lindo e um povo muito receptivo." Confira a entrevista inteira com o cantor:

CONTIGO - Como foi quando você veio pela primeira vez ao Brasil? Qual a primeira impressão?

Sondre Lerche: "Vim pela primeira vez ao Brasil há dois anos e eu amei, foi amor a primeira vista! Eu fiquei no Rio, mas viajei por  Porto Alegre, Recife, Fortaleza e São Paulo. É um lugar lindo e um povo muito receptivo."

CONTIGO - Você acha que os fãs brasileiros são muito diferente de outros países? O que você acha? 

SL: "Os fãs são muito apaixonados pelos seus ídolos. Além disso, eles amam flertar e são engraçados demais e eu acho isso uma combinação muito boa! Gosto de ver como eles sentem a melodia e os acordes das músicas tão intensamente. Isso é muito importante pra mim!"

CONTIGO - Quando foi a primeira vez que você ouviu falar do Brasil na Noruega?

SL: "Eu tinha um professor de violão, o Tino, que era metade brasileiro, me apresentou o Brasil (risos)! Foi aos 8 anos, ele contava histórias e foi ele quem me ensinou muito sobre Tom Jobim."

CONTIGO - Já teve oportunidade de comer comida brasileira? 

SL: "Sim!!!! Eu provei tanta coisa, que nem consigo lembrar o nome de todas as coisas! Mas, bebi muita caipirinha e eu amei cada uma que experimentei. É claro que estou pronto para outra, nessa nova ida!" 

CONTIGO - E sobre música brasileira, o que você costuma ouvir? 

SL: "Eu amo e escuto sempre que posso! Alguns dos meus artistas preferidos da vida são brasileiros: Milton Nascimento, Gilberto Gil, Gal Costa, Lo Borges, Chico, Os Mutantes. Todos são uma grande inspiração pra mim, são brilhantes demais! Meus álbuns, como o Pleasure, tem referências desses compositores, tanto que estava no Brasil no meio do processo de composição dele. 

CONTIGO - Você foi técnico do The Voice na Noruega por duas temporadas. Como foi essa experiência? 

SL: Uma das coisas mais legais que eu á fiz. Foi legal aprender a entreter ainda mais o público e estar alí para motivar nosos cantores a fazer a música deles é um privilégio. 

CONTIGO - Como seria o Sondre Lerche como técnico do The Voice Brasil?

SL: Meu português é muito péssimo e seria, com certeza, impossível de me entender (risos!) Mas, eu adoraria poder sentar na cadeira no Brasil e ser mentor de vozes nacionais. Tenho certeza que existem muitas pessoas talentosas aí e que cantariam músicas brasileiras incríveis e não aquela porcaria de música britânica e americana (risos)!