Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Simone e Simaria choram ao relembrar a morte do pai: 'Enterrado como indigente'

Irmãs emocionam com história da morte do pai e falam do trabalho com Frank Aguiar

Redação Contigo! Publicado em 31/03/2019, às 19h27 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Simone e Simaria - Reprodução / Instagram
Simone e Simaria - Reprodução / Instagram

As cantoras Simone e Simaria não conseguiram segurar as lágrimas com os depoimentos no Arquivo Confidencial, do Domingão do Faustão. As duas relembraram o início da carreira e a juventude durante o programa. Um dos momentos mais emocionantes foi quando falaram do pai, que faleceu quando ainda eram crianças.

“Nosso pai morreu no Mato Grosso e foi enterrado como indigente, porque a gente não tinha condição”, disse ela. Faustão completou dizendo que ele era garimpeiro para sustentar a família e teve um mal súbito.

Depois disso, a vida das artistas mudou muito. Elas foram morar com a avó no nordeste enquanto a mãe foi trabalhar sozinha em São Paulo para enviar dinheiro para a família. “Eu fiquei três anos sem ver meus filhos. Na hora do café eu chorava, na hora do almoço, da jantar. Eu ficava pensando: 'Será que meus filhos comeram?'. Assim que eu mandei buscá-las, eu fui mandada embora do restaurante em que eu estava trabalhando. Foi quando apareceu o Frank Aguiar, e elas começaram a cantar com ele. E as coisas foram melhorando. Mas foi muita coisa difícil que a gente passou”, disse a mãe delas.

Simone também relembrou o trabalho com Frank Aguiar e confessou que não ganharam muito dinheiro. “Com ele, a gente não ganhava muito bem, não. Se ganhasse bem, a gente estava rica e teria feito algo da vida. De sete anos de trabalho, e com muito suor, a gente conseguiu comprar um apartamento pequeno. Eu agradeço a ele por ter dado essa oportunidade. Foi muito importante”.

Elas ainda receberam homenagens dos maridos. Kaká Diniz, casado com Simone, ficou emocionado e falou: “Estou vivendo os dias mais felizes da minha vida, mesmo com os problemas e dificuldades. Ela lamentava a falta da irmã no palco durante os meses em que ficou sozinha. Deus tem uma promessa na vida delas, elas estão aí e não é a toa. Sou muito orgulhoso de ser seu marido, seu companheiro. Te amo muito”.

Vicente relembrou a doença de sua mulher, Simaria, que teve tuberculose e ficou cerca de um ano longe dos palcos. “O importante é a saúde. Na verdade, ela já passou pela tuberculoso antes e não foi tão dura quando essa. Quando eu a visitei no hospital, estava tão magrinha. Ela enfrentou de novo a doença. Queria dizer que eu te amo e espero sempre te apoiar”.

As irmãs ainda falaram sobre a relação entre elas, que brigam como em qualquer família, mas são muito unidas. "Somos muito diferentes, mas o mais importante é que a gente se completa. Estamos sendo muito abençoadas o tempo inteiro", afirmou Simone. 

Já Simone deu um chega pra lá nos haters. "A gente tem um amor muito grande uma pela outra. Até o nosso amor tentam jogar uma contra a outra. Mas vocês nunca vão conseguir, é amor de irmã, de verdade. A gente briga, veio. Tem dia que eu olho a cara dela e ela me chama de múmia, e a gente discute. A gente só não briga na porrada, mas a gente briga na boca".