Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Revelação

Rita Cadillac esclarece rivalidade com Gretchen: ''Somos amigas de trabalho''

Em entrevista, a ex-chacrete ainda relembrou affair com Pelé: "Já marcou gol"

Redação Contigo! Publicado em 23/05/2019, às 12h16 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Rita Cadillac e Faa Morena - Divulgação/Andrea Dallevo
Rita Cadillac e Faa Morena - Divulgação/Andrea Dallevo

Em conversa com a apresentadora Faa Morena para o Ritmo Brasil, da RedeTV!, deste sábado (25), Rita Cadillac comentou sua relação com Gretchen, negando os boatos de rivalidade entre elas. 

"Fake news total. Não tem isso. Não somos amigas de conversar 24 horas por dia, não vou mentir. Mas somos amigas de trabalho, sim. Nos encontramos de vez em quando, o filho dela me adora, eu adoro ele, e ela também”, esclareceu. 

A ex-chacrete também falou sobre seu antigo affair com Pelé

"Já marcou [gol]. Anos trás, mas já marcou. Faz anos. Ele é um cara maravilhoso, um gentleman. Me levou para jantar e conversamos. Um cara que sabe conversar, não é aquele que diz: Vem bebê", revelou. 

INOCÊNCIA

Durante entrevista ao programa Revista da Cidade, da TV Gazeta, a Rita Cadillacfalou sobre fases ruins de sua vida e carreira.

A ex-chacrete falou sobre os filmes eróticos que protagonizou no meio dos anos 2000. Na época, já aos 50, ela fez uma série de filmes, que se tornaram um grande sucesso. Só que parece que a experiência não foi o que ela esperava. "Eu fui naquela que ia fingir que acontece. (...) E chegando lá era real, não era mentira", Rita disse, comparando às pornochanchadas que fez nos anos 80, em que havia apenas a simulação de atos sexuais, bem diferente dos filmes em questão. "Fui muito inocente".

Ela também declarou ter aceitado os trabalhos somente pelo dinheiro, que inclusive a permitiu comprar uma casa e ajudar o filho a comprar uma para si. Outra experiência complicada envolveu a bebida: ela disse ter tido um coma alcóolico, apesar de não ser de beber. Águas passadas, Rita disse ter se surpreendido por não ter sido tão criticada por fazer os filmes e ter recebido até apoio de senhoras.

Nem tudo foi ruim: Rita aproveitou para falar sobre como é ter um documentário sobre ela, chamado Rita Cadillac: A Lady do Povo, e como foi ver o filme pela primeira vez, na sala de cinema que frequentava quando criança. "E de repente eu tô lá naquela telona imensa contando parte da minha história... então é uma emoção muito grande!".

Aos 64 anos, Rita foi madrinha de bateria pela primeira vez pela escola Unidos do Peruche em São Paulo este ano e falou sobre a experiência também: "Olha gente, eu não sou sambista, eu venho aqui só pra mandar beijinho".