Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Pedro Bial faz brincadeira controversa e recebe alfinetada de GKay: ''Não pedi sua ajuda''

Influencer não gostou de insinuação do apresentador e deu resposta atravessada

Redação Contigo! Publicado em 19/06/2019, às 10h54 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Pedro Bial e GKay - Reprodução/Globoplay
Pedro Bial e GKay - Reprodução/Globoplay

O Conversa com Bial desta terça-feira (18) recebeu a humorista GKay e a cantora Luísa Sonza

Falando sobre trabalho e vida pessoal, as duas responderam os questionamentos propostos por Pedro Bial

O clima pesou quando Gessica Kayane, a GKay, deu resposta atravessada ao apresentador após insinuação de relacionamento.

"Você podia ajudar a GKay, ela não tem namorado, ela não consegue arrumar", brincou Bial, pedindo para Luísa ajudar a amiga. 

"Até você, Bial?", surpreendeu-se Gkay. "Estou querendo te ajudar", acrescentou o jornalista. 

"Não pedi sua ajuda, sou uma mulher empoderada, não preciso de homens", rebateu a convidada. 

Bial ironizou a afirmação de GKay. "Eu não preciso de homem, fico encalhada mesmo", disse ele. 

"Se eu quiser um homem, vou atrás dele, depois descarto, ou não descarto", disparou GKay

INTIMIDADE

Luísa Sonza participou do Conversa com Bial na noite desta terça-feira (18) e no papo com Pedro Bial relembrou um momento complicado em sua vida, o vazamento de fotos íntimas. 

"Eu quero ao máximo esquecer isso, a gente não deve dar a importância que as pessoas querem que a gente dê. É uma coisa que fico um pouco desconfortável de falar, mas está em investigação, minha equipe, meus advogados, deixei para eles"

Bial insistiu no assunto, querendo saber a reação da cantora ao notar o vazamento. "Quando eu vi na hora que acordei que estava todo mundo me ligando, foi: 'Aconteceu, o que posso fazer? Que bom que aconteceu comigo, porque eu tenho maturidade para lidar com isso'. Pensei em muitas meninas. No interior isso acontece e acaba com a vida delas. Conheci meninas que acabaram se suicidando, tiveram que mudar de escola"