Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Saudade

Pai de Gabriel Diniz desabafa sobre a morte do filho: 'Eu não choro'

Em luto, pai de cantor abre o jogo sobre a tristeza e o retorno para a rotina

Redação Contigo! Publicado em 03/06/2019, às 16h02 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Gabriel Diniz - Divulgação
Gabriel Diniz - Divulgação

O pai do cantor Gabriel Diniz, o senhor Cizinato Diniz, voltou a falar sobre a morte do filho em uma conversa com os fãs do herdeiro nas redes sociais.

Ele abriu o jogo sobre a superação após a tragédia e como tem lidado com o luto.

“Eu não choro. Eu choro quando me emociono no sentido de alegria. De tristeza jamais. Não choro por tristeza ou perda. Nunca reclamei da vida. Não tenho momento para ficar triste por Gabriel. Fico triste pelas homenagens que são tocantes. Ontem veio uma senhora de Pedra de Fogo (Paraíba) falar comigo e veio chorando me abraçar. Isso não tem preço. A gente tem que se alegrar pelo que ele é e não pelo que ele era. Sou feliz porque tenho vocês (fãs)”, afirmou ele.

Cizinato ainda revelou que vai voltar para suas atividades no dia a dia. “Graças a Deus as coisas estão tomando o rumo de volta. Todo mundo está superando. Vamos pensar em coisas boas. Deus sabe o que faz. Tudo tem uma justificativa no final. Tudo está no comando de Deus. Vou voltar para as minhas atividades e rotina”.

EMOÇÃO DA NOIVA

Pela primeira vez, a jovem Karoline Calheiros falou sobre a perda do namorado, o cantor Gabriel Diniz. Ela deu uma entrevista exclusiva ao Fantástico, programa da TV Globo.

Na conversa, Karoline contou que eles namoram há três anos e se conheceram nos bastidores de um show quando ela o visitou no camarim. 

"Quando eu entrei, foi diferente", conta ela.

Comovida, ela contou como ele era na intimidade. "Ele não gostava de ver ninguém triste e também não gostava de se demonstrar triste. O sonho dele era chegar à nível nacional. E ele conseguiu", disse ela.

Em um momento comovente, a jovem contou um momento de premonição que rolou entre os dois. Ela contou que os dois ouviram uma música gospel antes dele partir para cumprir a agenda de shows. A música dizia: "Deus me deu, deus tomou, bendito seja o nome do senhor", relatou ela ainda muito abalada.

"Ele nos deu a lição de fazermos o bem e darmos o amor, sem nada em troca. Estou tentando não me abater, só lembro do sorriso dele, da alegria", completou ela.

Na matéria, o pai do cantor, Francisco, conta que ele estava reclamando da agenda totalmente lotada. "Ele falou que estava cansado, dos aeroportos, da correria", disse.