Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Desabafo

Mariana Rios entrega amigo que namorou só por popularidade nas redes: ''O seu valor passa a ser outro''

"Pra quê?", disse ela sobre namoro por interesse do amigo

Redação Contigo! Publicado em 02/05/2019, às 13h55 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Mariana Rios - Reprodução / Instagram
Mariana Rios - Reprodução / Instagram

Mariana Rios usou o seu perfil no Instagram nesta quinta-feira, 2, para fazer um textão reflexivo.

Com mais de 7 milhões de seguidores na plataforma, a famosa decidiu se posicionar sobre as possíveis mudanças no Instagram, que inclui ocultar o número de curtidas e de seguidores — como forma de aliviar a pressão social sob os usuários das redes.

"Sempre penso no que a rede social está fazendo com a vida das pessoas. Como tudo se baseia em quantos seguidores você tem, quantos likes e comentários rendem suas fotos. O seu valor passa a ser outro", começou Mariana, que relembrou um causo de um amigo íntimo.

"Durante um jantar, eu estava conversando com amigos e um deles me disse que tinha ficado com uma menina numa viagem. Mas que em momento algum o coração disparou. Mesmo assim iria continuar com ela pois ela tinha 200 mil seguidores no Instagram. Isso faz dela, na cabeça dele, uma pessoa diferente. Fiquei pensando por dias nisso", disse.

Em seguida, ela criticou os valores ambíguos da sociedade pós-redes sociais. "Não importa sua conduta, não importa seu caráter, não importa o quanto você faz ou deixa de fazer o bem, não importa como você trata seus familiares e aqueles que precisam de você. Não importa como você se comporta no trabalho nem se realmente tem um trabalho. Você passou a valer o número de seguidores que tem."

"Por isso, quando abrimos os comentários nas fotos, nos deparamos com uma quantidade imensa de 'segue de volta' ou 'troco likes'. Pra quê? Por quê?", questinou Mariana, que apoiou as mudanças na rede social.

"Hoje lendo essa e tantas outras notícias sobre as mudanças do Instagram, fico feliz e torcendo para que o número de seguidores, de curtidas e de comentários não apareçam mais em nossas páginas. Assim, quem sabe, voltaríamos a ser pessoas iguais. Apenas com um álbum de retratos a ser compartilhado, um pensamento a ser lido ou um vídeo pra ser visto. Teríamos uma página de lembranças e não mais de uma vida inventada a espera de aplausos falsos para ser aceito", concluiu.