Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Caso de Polícia

Marcão do Povo é alvo de denúncia por injúria racial contra Ludmilla

Apresentador do Primeiro Impacto responderá na justiça por chamar cantora de "macaca"

Redação Contigo! Publicado em 12/07/2019, às 17h50 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Marcão do Povo e Ludmilla - Reprodução/Youtube e Instagram
Marcão do Povo e Ludmilla - Reprodução/Youtube e Instagram

Marcão do Povo está na mira da justiça.

O apresentador foi denunciado nesta quinta-feira (11) por injúria racial contra a cantora Ludmilla. O caso ocorreu em 2017, mas só agora chegou ao ponto da denúncia, que é quando o caso é encaminhado pelo Ministério Público a uma autoridade judicial.

Na época, Marcão era apresentador do Balanço Geral DF na Record. Ele se exaltou ao criticar Ludmilla no programa e chamou a cantora de "pobre macaca". A repercussão foi intensa e levou à demissão do jornalista. O SBT o "resgatou" e colocou no comando do Primeiro Impacto, mesmo com a polêmica, dividindo o programa com Dudu Camargo. Segundo o Notícias da TV, nenhuma das duas emissoras quis comentar o caso.

Embora a definição seja bastante confusa, o crime de injúria racial é diferente do crime de racismo - o primeiro tem uma pena mais leve e não se encaixa na rigidez das leis anti-racismo. Se condenado, Marcão pode ficar recluso de um a três anos e pagar multa. Na época, o apresentador se defendeu dizendo que a expressão era comum no Centro-Oeste e que não tinha intenção de ofender, muito menos racista.

RACISMO

O repórter Rafael Martins pediu demissão do programa Alterosa Alerta - que é exibido na TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais - após ouvir um comentário racista do apresentadorStanley Gusman.

Sem pensar duas vezes, ele solicitou que a emissora o retirasse deste programa pois ficou constrangido e desconfortável com a fala do colega de emissora.