Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Luiza Brunet acusa ex-namorado de agressão

Modelo disse que levou socos e teve quatro costelas quebradas

Redação Contigo! Publicado em 01/07/2016, às 16h31 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Luiza Brunet foi agredida pelo ex-namorado - Instagram
Luiza Brunet foi agredida pelo ex-namorado - Instagram
Luiza Brunet acusa o ex-namorado, Lírio Albino Parissotto, de tê-la agredido durante viagem à Nova York. A modelo contou que foi vítima de violência no dia 21 de maio, no apartamento dele, no Plaza Residence. "Eu criei coragem, perdi o medo e a vergonha por causa da situação que nós, mulheres, vivemos no Brasil. É um desrespeito em relação à gente", contou ela à coluna Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

Luiza relatou que as agressões começaram durante um jantar entre amigos. Lírio explicou que não iria a uma exposição de fotos porque da última vez teria sido confundido com o ex-marido da modelo, Armando Fernandez, pai de Yasmin, e Antônio, com quem foi casada de 1984 a 2009. Na ocasião, o empresário se descontrolou e Luiza, educadamente, contornou a situação. ""Fui para Nova York acompanhá-lo para o evento Homem do Ano. Saímos do restaurante e pegamos um Uber. Ao chegar ao apartamento, ele me deixou dentro do carro e subiu", contou.

A atriz subiu sozinha e Lírio, já de roupão, começou a agredi-la verbalmente. Em seguida, lhe deu um soco no olho e chutes. O empresário ainda a jogou no sofá e a imobilizou de maneira violenta, quebrando quatro costelas.

Ao ameaçar gritar pelo concierge, Luiza conseguiu escapar e correu para um quarto, onde se trancou e só saiu no dia seguinte, após verificar que ele não estava mais pelo apartamento. Luiza foi para o aeroporto e conseguiu um voo direto para o Brasil.

Ao chegar a São Paulo fez o exame de corpo de delito no IML, que teve o laudo representado no Ministério Público do estado."Eu sempre tive uma família estruturada e sempre fui discreta em minha vida pessoal. É doloroso aos 54 anos ter que me expor dessa maneira. Há mulheres com necessidade de ficar ao lado do agressor por questões econômicas, porque está acostumada ou mesmo por achar que a relação vai melhorar", declarou.

Entre idas e vindas, Luiza e Lírio ficaram juntos por cinco anos.