Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Laudo aponta que Rafael Miguel foi morto com sete tiros

Laudo revela que assassino disparou 13 dias contra ator e seus pais. Saiba mais

Redação Contigo! Publicado em 16/06/2019, às 09h51 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Isabela e Rafael Miguel - Reprodução / Instagram
Isabela e Rafael Miguel - Reprodução / Instagram

O laudo necroscópio da morte do ator Rafael Miguel e de seus pais, João e Miriam, foi divulgado na noite do último sábado (15) pela Globo.

No documento, foi apontado que o suspeito do assassinato, o comercianto Paulo Cupertino Matias, disparou 13 tiros contra os três membros da mesma família.

Ficou claro que apenas o ator – namorado da filha de Paulo – levou sete tiros, sendo um na cabeça, um no peito, três nas costas e dois no braço esquerdo. Já o pai dele foi atingido quatro vezes, com um tiro no peito, dois no braço esquerdo e um no braço direito. Por sua vez, a mãe dele levou dois tiros, um no peito e um no ombro.

O assassinato aconteceu no dia 9 de junho no bairro Pedreira, zona sul de São Paulo. Logo depois do crime, o suspeito fugiu do local e, até agora, está foragido da polícia.

PROTEÇÃO CONTRA O PAI

Isabella Tibcherani está preocupada em se manter distante do pai após os crimes que tiraram a vida de seu namorado.

A namorada do ator Rafael Miguel, assassinado ao lado dos pais, João Alcisio e Miriam Selma, entrou com um pedido de medida protetiva contra o pai, principal suspeito do crime, Paulo Cupertino Matias e também o irmão dele, Joel Cupertino. Joel, em entrevista à Record, deu a entender que a família Miguel estaria envolvida em crimes.

Isabella se preocupa com a possibilidade do pai retornar: "Ele é uma pessoa perigosa, capaz de fazer qualquer coisa. A essa altura a gente espera qualquer coisa. Não acredito que ele possa se entregar", contou ao Extra.

Sobre o tio, ela diz: "Ele se mostra claramente conivente com toda a situação, apoia meu pai em tudo que ele fez e, inclusive, acha que foi pouco". E finaliza: "São pessoas que precisam estar longe". A medida também visa proteger o irmão mais novo de Isabella, além da mãe, Vanessa.