Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Jornalista da Band é criticado por pergunta insensível que fez para a mãe de atirador de Suzano

Comportamento do repórter ao entrevistar a mãe do adolescente provocou revolta

Redação Contigo! Publicado em 14/03/2019, às 10h31 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Mãe do atirador - Reprodução
Mãe do atirador - Reprodução

O repórter Marcelo Moreira, da Band, provou críticas de alguns telespectadores pela insensibilidade com que conduziu a entrevista com Tatiana Taucci, mãe de um dos atiradores da escola de Suzano.

De cara, ele pressionou a mãe que estava muito abalada. "Por que o Guilherme fez isso?", diz. "Não sei, também estou querendo saber", responde ela.

Marcelo segue perguntando. "Ele tinha motivo para isso?", diz. "Não, não tinha", responde. "É importante você falar para defender a honra da sua família", dispara ele.

O repórter segue pressionando a mãe: "Você se sente culpada de alguma forma?". Ela conta: "Não me sinto culpada. Não sei porque ele fez isso. Estou querendo saber também".

"Mostra o seu rosto, bem", pede ele em outro momento.

Nas redes sociais, fãs estão criticando o comportamento do jornalista.

TRISTEZA

Nas redes sociais, Fátima Bernardes se mostrou sensibilizada com a tragédia em Suzano, SP. No Instagram, a apresentadora homenageou as vítimas e fez um questionamento importante a respeito de como é a sociedade que vivemos. 

"Ontem fiquei sem Instagram. Mas não queria deixar de registrar minha solidariedade às famílias e aos amigos das vítimas do massacre na escola Professor Raul Brasil, em Suzano. Precisamos refletir sobre onde estamos falhando como sociedade. Por que temos visto crescer essa onda de violência?"

Nos comentários, seguidores concordaram com Fátima e também questionaram nosso papel como cidadãos. "Muito triste. Onde vamos parar? Esse é o país onde o governante incentiva o porte de armas. É preciso reverter isso, ainda é tempo. Como disse uma das vítimas: Sou a favor do porte de livros, não de armas", comentou um. "Fátima, importante tema e infeliz circunstância. Não tem culpados, existem falhas", disse outro. 

William Bonner também se sensibilizou com o ocorrido e disse ter sido difícil conter a emoção. "Muita vontade de chorar muito, muitas vezes, ao longo do dia tão triste".