Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Saúde

Guitarrista do Roupa Nova faz cirurgia de emergência no coração

Kiko Pereira está no CTI após operação de peito aberto: 'É uma cirurgia muito agressiva, ao extremo'

Redação Contigo! Publicado em 17/08/2018, às 15h35 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Kiko, do Roupa Nova - Reprodução / Instagram
Kiko, do Roupa Nova - Reprodução / Instagram

O guitarrista Kiko Pereira, de 65 anos, do grupo Roupa Nova, está internado no CTI de um hospital após passar por uma cirurgia de emergência no coração. O procedimento foi feito na última quarta-feira (15) após ele ter realizado um exame. Os médicos decidiram que ele já ficaria internado para a operação de peito aberto para a colocação de 4 pontes de safena.

Nesta sexta-feira (17), ele tranquilizou seus fãs ao gravar um vídeo direto de seu leito. “Galera quando a gente diz que não criou fãs, criou amigos, é a maior realidade mesmo. Eu fico até emocionado com a quantidade de pessoas que está ligando para saber sobre minha cirurgia. É uma cirurgia muito agressiva, ao extremo. Fiquei em pé hoje, mas ainda estou no CTI e não posso receber visitas. Aqui as coisas são esterilizadas. Então eu agradeço muito que tenham escrito para mim, muito obrigado. Já já o lobo do mar está aí!”, disse ele no vídeo.

Até o filho dele,Kikinho Neto falou sobre a recuperação do pai. “O meu pai passou a noite bem (na medida do possível). Hoje está com uma dor nas costas e muito incomodado com os aparelhos, mas tudo isso já era esperado e exatamente o que o médico falou que ia acontecer. O coração está ótimo e a pressão também, o quadro é satisfatório”.

Kiko já tinha informado os fãs sobre o motivo da cirurgia. “Há um tempo, eu andava sentindo algumas dores no peito, fui correr atrás disso. E, depois de vários exames, meu cardiologista pediu para fazer um cateterismo. Fiz e foi descoberto que preciso fazer, com urgência, 4 pontes de safena, já fiquei internado. Como eles vão abrir o meu peito, a recuperação pode ser um pouco mais lenta para o osso calcificar, e não poderei tocar por um tempinho, mas logo logo estaremos juntos se Deus quiser e Ele quer!”, afirmou no início da semana.