Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Revelação

Gisele Bündchen fala sobre síndrome do pânico: "Sofri calada muito tempo"

Modelo falou sobre início de carreira e das dificuldades que teve ao longo da trajetória

Redação Contigo! Publicado em 13/11/2018, às 18h06 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Gisele Bündchen - Reprodução/Youtube
Gisele Bündchen - Reprodução/Youtube

Giovanna Ewbank publicou nesta terça-feira, 12, mais uma entrevista do quadro Na Cama com Gio Ewbank, do seu canal no YouTube, a convidada dessa vez foi Gisele Bündchen. Brasileira com carreira internacional, a modelo falou sobre vida pessoal e carreira.

A top model revelou que no início de sua careira sofreu um pouco de preconceito para entrar no mercado, isso porque segundo alguns agentes, elas tinha o nariz grande e os olhos pequenos demais.

Quando eu cheguei em São Paulo com 14 anos e uma editora específica falou que eu nunca estaria em uma capa de revista, porque meu nariz era muito grande, meus olhos eram muito pequenos eu liguei pro meu pai chorando e ele disse que quando me dissessem de novo que meu nariz era grande, era para eu dizer que era porque minha personalidade era muito grande também. E isso foi muito importante, porque eu decidi acreditar naquilo como verdade e virou minha âncora”, disse ela.

Gisele contou que sofreu com síndrome do pânico e que se viu sozinha para enfrentar o problema. Ela falou ainda que teve muitas dificuldades quando soube que precisaria tomar remédios diariamente e que não aceitou a situação. Foi quando ela resolveu fazer yoga.

Sentia que não podia dividir com ninguém, as pessoas olhavam para mim e não tinham compaixão. Diziam, 'você tem tudo na vida, você não pode ter nenhum problema'. Eu via as dificuldades das pessoas e achava que não tinha direito de pedir ajuda. Foi muito difícil, sofri calada muito tempo, ate que decidi dar um basta”.