Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Cunhada de Ana Hickmann tem quadro estável e é transferida para hospital em São Paulo

Giovana Oliveira estava internada em Belo Horizonte, Minas Gerais, desde sábado (21)

Redação Contigo! Publicado em 25/05/2016, às 12h25 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Ana Hickmann com o marido, Alexandre, o filho, Alexandre Jr., e o casal de cunhados Gustavo e Giovana - Manuela Scarpa/Brasil News
Ana Hickmann com o marido, Alexandre, o filho, Alexandre Jr., e o casal de cunhados Gustavo e Giovana - Manuela Scarpa/Brasil News
Nesta quarta-feira (25), Giovana Oliveira, cunhada de Ana Hickmann foi transferida do Hospital Biocor, em Belo Horizonte, para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ela foi atingida por dois tiros, um no abdômen e outro no braço, no sábado (21), quando um jovem armado invadiu o quarto de hotel em que Ana Hickmann estava hospedada. De acordo com o boletim médico, Giovana segue evoluindo bem e o quadro é estável.

Entenda o que aconteceu

Ana Hickmann sofreu uma tentativa de assassinato no sábado (21) em Belo Horizonte, Minas Gerais. Rodrigo Augusto de Pádua, 30 anos, tentou invadir o quarto de hotel Ceasar Business, no bairro de Belvedere, onde a apresentadora estava hospedada.  Segundo a Policia Militar, ele tinha a intenção de matá-la.
De acordo com o Boletim de Ocorrência, o suspeito estava no corredor do 9º andar do hotel, abordou o cunhado de Ana, Gustavo, e o levou até o quarto. O fã fez a apresentadora, o cunhado e sua mulher de reféns e obrigou os três a se sentarem de costas para ele.
Em seguida, o ele começou a destratar a vítima com palavras de baixo calão. O cunhado, Gustavo, levantou-se e foi em direção ao criminoso, Rodrigo, que efetuou dois disparos em direção da vítima, Ana, mas a assessora Giovana Oliveira foi atingida. Segundo o boletim, as vítimas saíram correndo do apartamento e Gustavo entrou em luta corporal com o agressor. Durante a briga, Rodrigo teria levado tiros e não resistiu.
Giovana é cunhada de Ana e foi atingida com dois tiros, um no abdômen e outro no braço. Ela realizou procedimento cirúrgico que durou cinco horas e passa bem.