Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Celso Portiolli faz declaração polêmica sobre o passado: 'Queria morrer'

Apresentador fala sobre o momento difícil de substituir Angélica na TV: 'Me vaiaram'

Redação Contigo! Publicado em 19/07/2019, às 16h17 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Celso Portiolli e Danilo Gentili no 'The Noite' - Reprodução / Instagram
Celso Portiolli e Danilo Gentili no 'The Noite' - Reprodução / Instagram

O apresentador Celso Portiolli relembrou um momento difícil de seu passado ao falar sobre o início da carreira no SBT. Ele contou que foi complicado substituir a apresentadora Angélica no programa Passa ou Repassa – já que ela fechou contrato com a Globo e deixou a emissora de Silvio Santos.

Em entrevista no programa The Noite, Portiolli contou que, no início, ficou muito animado. “A Angélica estava saindo do SBT, no último dia estava chorando no palco e eu chorando de alegria, pensando ‘Vai embora!’. O Silvio me chamou, sabia do meu sonho de ser apresentador, eu comemorei demais”.

No entanto, a primeira gravação dele não foi nada fácil. “Foi muito traumática. Eu tinha um contrato secreto com o Silvio Santos, mas ele disse ‘aqui você não vai ser apresentador’. Eu não era indicado de outras pessoas, mas era do Silvio. Quando pisei no palco, 250 alunos me vaiaram. O diretor abriu o microfone e disse ‘você está no lugar errado’ e a galera ‘uhhh’. Eu queria morrer. Estava saindo a Angélica e entrando um Zé Ninguém. Fui mal, quase internado”, contou.

Depois deste momento complicado, Celso se recuperou: “Gravei o segundo piloto e foi pro ar, deu mais ibope que a Angélica. Eu morava na Rua Frei Caneca, era o prédio mais assaltado de São Paulo, eu não tinha nada dentro, uma mesinha, um sofá e uma cortina. De repente começou a passar o programa, veio na cabeça toda a luta da minha vida”.

Celso Portiolli está no comando do programa Domingo Legal há 10 anos.