Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Caso Neymar: laudo médico da suposta vítima aponta hematomas e problemas gástricos

Reviravolta: documento aponta hematomas e stress pós-traumático na suposta vítima

Redação Contigo! Publicado em 03/06/2019, às 15h07 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Neymar - Reprodução
Neymar - Reprodução

Chegou à imprensa o laudo médico de exames realizados pela mulher que acusa Neymar de estupro. 

De acordo com o UOL Esporte, o documento aponta hematomas, problemas gástricos, perda de peso e stress pós-traumático. 

Os exames foram realizados seis dias após o encontro do jogador com a mulher. 

Ainda de acordo com o UOL Esporte, que confirmou a veracidade com especialista legais, o lauda conta com imagens que comprovam hematomas na região das nádegas e das pernas. 

Dor, perda de peso, ansiedade e problemas gástricos também foram descritos. 

Hipóteses de diagnóstico incluem transtorno misto ansioso e depressivo, sintômas gástricos e traumatismos superficiais múltiplos. 

Após declaração do próprio jogador e seu pai e alguns famosos, a assessoria do jogador enviou uma nota oficial sobre o caso. 

"Foi divulgado hoje, há algumas horas, uma noticia envolvendo o Atleta Neymar Jr., sob a acusação de estupro.

A suposta vitima, inclusive, registrou Boletim de Ocorrência, amplamente divulgado na imprensa.

Apesar de ter ficado surpreso com a noticia, os fatos já eram de conhecimento do Atleta e do seu estafe, tendo em vista que ha poucos dias foi vitima de tentativa de extorsão, praticada por um advogado da cidade de Sao Paulo, que, segundo a sua versão, representava os interesses da suposta vitima.

Os advogados do atleta foram imediatamente comunicados e desde então estão adotando todas as providências pertinentes.

Diante do infeliz, ilegal e ultrajante acontecimento, repudiamos completamente as injustas acusações e, sobretudo, a exposição na imprensa de uma situação extremamente negativa.

Todas as provas da tentativa de extorsão e da inexistência de estupro serão apresentadas à Autoridade Policial oportunamente".