Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Cinema

Caco Ciocler explica resposta para mulher que o chamou de 'macho nojento'

Ator conta o motivo de ter respondido para mulher que o ofendeu

Redação Contigo! Publicado em 08/06/2019, às 15h20 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Caco Ciocler - Reprodução / Instagram
Caco Ciocler - Reprodução / Instagram

O ator Caco Ciocler veio a público para explicar a resposta que deu para uma mulher o chamou de 'macho nojento' nas redes sociais.

O artista contou que não demitiu a jovem porque ela não era sua funcionária, mas pediu para seu produtor dispensá-la pois tinha acabado de aceitar o trabalho em seu filme e não queria prejudicá-la.

"Essa pessoa nunca foi minha funcionária, não conheço essa pessoa. O que aconteceu foi que eu dirigi um filme com recursos próprios e alguns festivais internacionais se interessaram pelo filme. Então, eu liguei para o meu sócio e pedi para a gente achar alguém para fazer a legendagem do filme, ele achou essa pessoa", disse ele. 

O artista ainda explicou como encontrou o comentário da mulher no Twitter. "Passei o dia anterior na delegacia porque minha conta de telefone e e-mail foram invadidas. Cheguei em casa e fui fazer uma pesquisa para ver se essa pessoa que invadiu minhas contas estaria usando o meu nome para me prejudicar e me deparei com o Twitter dessa pessoa que eu não conheço, reclamando que prefria estar na balada, falando mal do filme e dizendo que eu sou 'um macho nojento'"

Caco também desculpas para a mulher pela repercussão que o caso teve na web. "Ela tem todo o direito de achar o que quiser de mim, mas a partir do momento que ela posta isso numa coisa pública, eu me senti no direito não só de responder, como dizer, de uma maneira absolutamente educada, como vocês podem ver: Não faz sentido você trabalhar assim infeliz, vá para a sua balada, estou acostumado a trabalhar com gente que ama o que faz. Se você me acha um macho nojento e aceita trabalhar, você está depondo quando a sua própria dignidade, então vá, não tem problema nenhum, o meu sócio vai encontrar outra pessoa. Eu não a demiti, porque ela nunca foi minha funcionária, como não a prejudiquei, porque ela tinha acabado de aceitar esse trabalho. Muito menos tornei isso público, peço desculpas a essa pessoa. Não a demiti nem a prejudiquei, sinto muito"

Por fim, ele contou que a mulher nem era quem ele acreditava ser. "Para piorar, nem era a pessoa que eu achava que fosse"