Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Confusão

Anitta é criticada em postagem sobre a Parada LGBT: ''Quando precisamos ficou muda''

Seguidores acusam a cantora de não apoiar a comunidade LGBTQ+ em momentos de necessidade

Redação Contigo! Publicado em 24/06/2019, às 08h23 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Anitta - Reprodução/Instagram
Anitta - Reprodução/Instagram

O domingo (23) foi de celebração com a Parada do Orgulho LGBTQ+ em São Paulo. 

Anitta, que já esteve em outra edição do evento, não compareceu, mas deixou seu apoio através de postagem no Instagram. 

"Hoje foi dia da 23ª edição da Parada do Orgulho LGBTQ+ de São Paulo que levou mais de 3 milhões de pessoas às ruas. É muito mais do que uma festa, é uma luta por respeito e dignidade. Este ano não pude estar presente, mas deixou aqui meu amor, respeito e gratidão a este público que faço parte e que me traz tantas alegrias", postou ela. 

Nos comentários, seguidores detonaram a cantora. "Quando precisamos do seu posicionamento tu ficou muda e agora vem falar da causa", comentou uma. "Acho um absurdo sua cara de pau", alfinetou outra. "Engraçado que quando precisamos de você, se calou. Acho que todos nós aprendemos com os erros, mas é bom repensar e fazer algo efetivo antes de postar foto para dar close", disparou um seguidor.

Em contraponto, outros apoiaram a postagem e o posicionamento de Anitta. "A causa precisa de apoio de gigantes como você", disse uma. "Obrigado por lembrar de nós, te amamos", disse outra. 

ORGULHO

Luisa Sonza surpreendeu os fãs ao soltar o verbo e fazer um discurso politizado ao participar da maior Parada do Orgulho LGBTQ+ do mundo, em São Paulo.

Em um discurso inflamado, ela agradeceu o apoio que sempre recebeu do público gay.

"Vocês apoiaram minha carreira, eu devo tudo a vocês", disse ela que foi muito aplaudida.

"Tudo que eu puder fazer com a minha voz para nos ajudar, pois estamos juntos nessa, irei fazer", afirmou. "Viva o amor, c*ralho, e ele não!", completou ela.

Ele não é uma expressão que durante o período eleitoral era utilizada para criticar o então candidato Jair Bolsonaro.