Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Web

Adriane Galisteu abre o coração sobre romance com Ayrton Senna: 'Eu não matei o Ayrton'

25 anos depois, ela fez revelações inéditas sobre o namoro conturbado com Senna

Redação Contigo! Publicado em 01/02/2019, às 12h27 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Adriane Galisteu - Reprodução/YouTube
Adriane Galisteu - Reprodução/YouTube

A apresentadora Adriane Galisteu participou do canal de Leda Nagle e na entrevista falou sobre família, vida profissional e seu relacionamento com Ayrton Senna, falecido em 1994.

Quando se conheceram, Adriane ainda não estava na mídia e seu relacionamento com o piloto trouxe a então modelo para os holofotes. 

"Eu tinha 19 anos, né? Imagina. Não sabia lidar com tudo isso, com a fama. Eu fui perceber o tamanho do Ayrton depois que ele morreu. Quando namorava ele sabia que ele era famoso, tricampeão, que era legal, doce, que gostava de mim, que podia ter a mulher que quissesse. Mas não tinha a noção da força e do tamanho dele mundialmente falando. Quem ele realmente era para as pessoas. Eu fui vendo depois que ele era o irmão que todo mundo queria ter", disse ela.

A apresentadora relembrou as entrevistas da época e quando teve que ser grossa. "Naquela época de entrevistas que eu vivia falando disso, eu falei um dia em uma entrevista que me irritaram tanto, eu falei: 'Gente, eu não matei o Ayrton'. Foi um susto, eu falei assim: 'Vocês estão falando comigo de um jeito que parece que eu matei ele. Eu não matei ele. Parem de pegar no meu pé'. Foi a única vez que eu fui grossa numa entrevista, sabe? Porque as pessoas perdiam a noção"

Ainda na entrevista, Galisteu falou do relacionamento do filho Vittorio com a avó, Dona Ema. "Ele gosta de fruta, então ela tem um monte de frutas. Ele gosta de chocolate, tem um monte de tipos. Porque ela sabe que de alguma maneira ela vai tirar uma carta da manga"