Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / Desculpas

Talitha Morete abre o 'É de Casa' citando caso de racismo: "Eu deveria servir"

Ao vivo no 'É de Casa', Talitha Morete se desculpa e menciona críticas por racismo; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 18/06/2022, às 08h04

Talitha Morete abre o 'É de Casa' citando caso de racismo - Reprodução/TV Globo
Talitha Morete abre o 'É de Casa' citando caso de racismo - Reprodução/TV Globo

A apresentadora Talitha Morete abriu o É de Casa deste sábado (18) pedindo desculpas pela atitude que teve no programa anterior.

Ela aproveitou a primeira aparição na atração para mencionar o ocorrido no último sábado (11), quando mandou que uma convidada servisse os outros.

"Queria começar pedindo desculpas a você de casa, como já fiz com a dona Silene, que convidei semana passada pra vir aqui dividir uma receita dela de uma cocada maravilhosa. Pedi pra dona Silene servir a cocada, quando na verdade eu deveria servir. Eu errei. Quero transformar esse episódio em aprendizado, serviu de aprendizado, não só pra mim, mas pra muita gente", disse ela, repetindo parte do pedido de desculpas que publicou nas redes sociais.

Ela completa: "Aproveito pra agradecer ao Manoel Soares pelo cuidado com a dona Silene. É importante a gente estar num grupo diverso, que comprova como o mundo pode ser melhor quando inclui a todos. Espero e desejo que a senhora venda muita cocada".

ENTENDA O CASO

Talitha Morete está sofrendo muitas críticas nas redes sociais após um momento que ela protagonizou no É de Casa do último final de semana viralizar. 

O programa recebia Dona Silene, uma mulher negra conhecida por preparar cocadas incríveis. Em determinado momento, a apresentadora dá a bandeja de doces para a senhora e pede que ela sirva todos os convidados

"Silene, a dona da cocada, vai fazer as honras da casa: pode servir todo mundo. Tá todo mundo querendo a sua cocada", declarou ela. "Tô muito feliz que você está aqui", completa. 

A cozinheira então fica paralisada com os doces na mão sem saber como agir. O apresentador Manoel Soares, que também é negro, decide interromper a cena. "Eu vou ser o seu garçom e você vai me orientar porque você não vai servir ninguém", disse ele.