Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / Confusão

Rita Cadillac se revolta após comentário de Eduardo Bolsonaro: ''Me senti humilhada''

Após fala do deputado, ela gravou vídeo em que pede respeito ao deputado; entenda

Redação Contigo! Publicado em 03/11/2019, às 09h41 - Atualizado às 09h53

Rita Cadillac - Reprodução
Rita Cadillac - Reprodução

A atriz Rita Cadillac soltou o verbo nas redes sociais e respondeu críticas que sofreu do deputado Eduardo Bolsonaro.

Em um depoimento na CPI das Fake News, o deputado citou os filmes para adultos estrelados por Cadillac. Ela não gostou.

Nas redes sociais, Rita pediu respeito. "Primeiramente, não estou aqui com cunho político de partido nenhum. Nem A, nem B, nem C, nem D. Estou aqui sim, pra fazer uma reclamação. Pra fazer um pedido como mulher guerreira, trabalhadora e honesta. Que aos 65 anos está ralando ainda. Então senhor excelentissimo Eduardo Bolsonaro, o senhor citou meu nome na CPI da fake news e eu me senti muito humilhada. O senhor me citou dizendo que eu gosto de filmes e eu não gosto e nem gostei de fazer filme nenhum desse cunho que o senhor falou", disse ela. 

Triste com o que aconteceu, ela seguiu explicando que aquele foi um momento difícil de sua vida.

"Eu fiz sim e não me envergonho porque eu fiz por dinheiro, por que eu tinha filho, tenho netos. Eu trabalho sozinha desde os meus 16 anos que eu me sustento. Não tenho pai, não tenho mãe, não tenho marido, não tenho nada. Sou eu sozinha, uma mulher que trabalha sozinha, pra se defender, pra se sustentar", contou. 

"Eu não acho bonito o que o senhor falou porque eu não gostei não. Eu não gosto. Pegue todas as minhas entrevistas desde a primeira até hoje e o senhor vai ver o que eu sempre falo. Eu tive de beber muito a ponto de ter coma alcoólico pra poder fazer esses filmes porque não é da minha índole. Mas era um dinheiro que eu precisava pra ter a minha casa e ajudar o meu filho a ter a casa dele", afirmou.

Ao fim, ela voltou a pedir que seja respeitada. "Peço que me respeite, se o senhor sabe da minha história, o senhor tem que me respeitar, se o senhor não sabe vai estudar, vai ver. Eu não ofendo ninguém, nunca ofendi e não ofendo. Não estou aqui pra ofender e nem por nada não. Só estou aqui falando porque eu ouvi e isso me machucou muito. E eu acho que se eu ficar quieta, vai falar que eu não estou nem aí e eu estou sim, eu gosto de respeito, eu sou uma mulher e é só isso que eu quero. Respeito com Rita Cadilac, Rita de Cássia Coutinho", encerra.