Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / Desagradável

Repórter da Band é agredida por suspeito de assassinato e revida: ''Bateu foi pouco''

Após ser agredida, repórter bateu com microfone e recebeu apoio; entenda

Redação Contigo! Publicado em 03/10/2019, às 13h01 - Atualizado às 13h01

Repórter da Band é agredida e revida - Divulgação/Band
Repórter da Band é agredida e revida - Divulgação/Band

Vida de repórter não é fácil.

Elisângela Carreira, repórter da Band, encarou uma situação terrível ao cobrir o caso do assassinato de Aline Silva Dantas. Ela estava na saída da delegacia quando o suspeito do crime, o eletricista Eronildo Martins de Vasconcelos saiu do local. Ao ver a repórter, ele deu uma cusparada no rosto dela.

A cena horrível foi captada pela Record e exibida no Balanço Geral. Após ser agredida, a repórter reage batendo no suspeito com o microfone. Nas gravações da Band, é possível ouvi-la falar: "Seu nojo, seu lixo!", após ser atacada.

Nas redes sociais, usuários saíram em defesa de Elisângela. "O desgraçado cuspiu na cara dela, que ódio desse homem", escreveu uma moça no Twitter. Outro, No Youtube, aprovou: "Bateu pouco".

Eronildo é acusado de estuprar e matar Aline, além de queimar o corpo depois do ato. Ele nega ser o autor do crime, mas a polícia afirma ter provas materiais (incluindo material genético) que torna a acusação incontestável).

Confira imagens do momento: