Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / LUTO

Regina Casé comove ao mostrar filho e neto no enterro do cão da família: ''Choradeira danada''

Atriz lamenta partida do animal de estimação e faz cerimônia fúnebre emocionante para a despedida

Redação Contigo! Publicado em 28/04/2021, às 18h42

Regina Casé lamenta morte do cachorro de estimação da família - Instagram
Regina Casé lamenta morte do cachorro de estimação da família - Instagram

Regina Casé comoveu seus seguidores nesta quarta-feira (28), ao falar sobre a morte de seu cachorro, Raj, que estava na família há mais de 10 anos.

A atriz disse que todos estavam tristes com a partida do animal, e que ele era o último dos que viveram junto deles no sítio em que moram atualmente. A global explicou que os familiares fizeram um funeral especial para Raj, com direito a caixão, e que o filho mais novo e o neto ajudaram em tudo.

“Já tem um tempo que a gente tava sentindo que ele estava indo embora. As crianças perceberam que ele estava se despedindo, foi uma choradeira danada…Mas achei importante que os meninos participassem de tudo. É muito importante falar sobre a morte e não fingir que ela não existe”, disse ela.

“A natureza e seus ciclos vão ensinando para a gente devagarinho, mas quando quem está partindo é alguém como o Raj, esse cachorro maravilhoso, que nasceu num lavabo apertadinho do nosso apartamento no Rio com mais 10 na mesma ninhada, todos com nomes hindus, pois era o dia do último da novela Caminho das Índias…E como ele era o mais galã, recebeu o nome de Raj”,explicou a estrela.

DEDICAÇÃO

A artista falou ainda que as crianças colheram flores para a cerimônia fúnebre do cachorro. Emocionada, ela explica que o enterro foi uma forma de homenagear a felicidade que ele trouxe para a família. 

“A morte faz parte da vida e tem que ser ritualizada! Espero que as crianças tenham aprendido um pouquinho com isso. E pra você, Raj… Todo nosso agradecimento por tudo o que você foi nessa casa e nessa família. Vai nadar no mar que tem aí no céu dos cachorros!”.

Veja: