Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / EITA!

José de Abreu enfrenta Tiago Leifert: "Quem paga nosso salário é o povo"

Zé de Abreu mandou recado bem direto nas redes sociais e rebateu Tiago Leifert; veja

Redação Contigo! Publicado em 23/12/2021, às 10h58

José de Abreu enfrenta Leifert: "Quem paga nosso salário é o povo" - Reprodução/TV Globo
José de Abreu enfrenta Leifert: "Quem paga nosso salário é o povo" - Reprodução/TV Globo

O ator José de Abreu detonou nas redes sociais o apresentador Tiago Leifert e fez um comentário corajoso após o ex-comandante do BBB se envolver em uma polêmica com Ícaro Silva.

Nesta quarta-feira (22), ele lembrou que quem paga o salário dos contratados da Globo é o público que a faz ser líder de audiência.

"Ícaro Silva coloca Leifert de volta a lugar de onde ele nunca deveria ter saído. Quem paga nosso salário é o povo que consome o que a TV vende. A empresa é uma intermediária apenas. Vendemos nossa capacidade de trabalho e somos pagos por ela", declarou. 

Ao final, ele fez um alerta para o apresentador. "Por isso a Globo me respeita e sempre respeitou minhas posições políticas ao contrário dos que falam por ela sem ter procuração para isso. Acabam virando a voz do dono. Já eu sou o dono da voz."

Ontem, o ator fez outro post nas redes sociais no qual lembrou que a TV Globo sempre foi conhecida por suas novelas

"Entre Ícaro Silva e Tiago Leifert eu fico com a ficção. Quem dá dinheiro para a Globo muito antes do Tiago nascer - e o BBB também - é as novelas. Sempre foram. E entretenimento classe A, tanto que vendem para o mundo todo. 'Avenida Brasil' rendeu um bilhão, 150 países e o BBB?", disse o ator.

Veja:

O POSICIONAMENTO

Em um extenso comunicado, Ícaro Silvacomeçou apontando casos polêmicos de preconceito e intolerância que atravessaram o BBB nos últimos anos e foram ignorados pelo ex-comandante do reality show. “Oi, Tiago! Li sua cartinha e fiquei positivamente tocado pela contemplação do seu tempo. Imagino que para ter escrito um textão desse (o que não ocorreu nos casos de racismo, intolerância religiosa, misoginia, homofobia e abuso sexual no programa que você apresentava) é porque, de fato, te atravessei”, disparou ele.

Logo em seguida, o rapaz deu a entender que o jornalista só ‘vingou’ na TV Globo por ajuda de seu pai, Gilberto Leifert, que trabalhou na emissora por anos. “Se trabalho na emissora de onde você saiu, é porque esta é tão plural quanto o Estado brasileiro e abriga, de certa forma, tanto quem está no corre, quanto quem nasceu com o sobrenome ‘correto’”, afirmou.