Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / EITA!

Férias demais? Fátima Bernardes se irrita com críticas: "Não sou servidora pública"

Fátima Bernardes se irrita com críticas por ausências no 'Encontro' e disse que enfrentou períodos de muita luta

Redação Contigo! Publicado em 23/05/2022, às 07h53

Férias demais? Fátima Bernardes se irrita com críticas: "Não sou servidora pública" - Reprodução/TV Globo
Férias demais? Fátima Bernardes se irrita com críticas: "Não sou servidora pública" - Reprodução/TV Globo

A apresentadora Fátima Bernardes desabafou sobre as críticas que sofre sobre um suposto "excesso" nos dias em que se ausenta do Encontro, programa que ela comandou por dez anos na Globo.

Prestes a deixar a atração, a apresentadora disse que esse tipo de crítica é "injusta".

"Mas, gente, isso é muito injusto! Quando você passa por uma cirurgia de câncer e consegue voltar ao trabalho em um mês, ninguém diz que você retornou mais rápido do que qualquer pessoa. Depois, eu faço uma cirurgia no ombro que me deixa com uma tipoia no braço, afastada por seis semanas. Voltei a trabalhar sem conseguir botar a mão na cabeça. Isso ninguém vê", disparou ela.

Ela disse que o público confundiu as situações. "Sinto muito, mas a Globo nunca considerou afastamento por doença como férias. Eu dormia recostada num triângulo, com um braço afastado do corpo. Isso são férias? Não!", completou.

A apresentadora disse que realmente tirou férias como manda seu contrato. "Então, quando estou curada, é lógico que vou tirar as minhas férias. A primeira coisa que ouvi dos meus chefes foi: “Você tem que ficar boa, esqueça o restante”. Nunca entendi essa cobrança das pessoas, como se eu fosse servidora pública. Eu sou funcionária de uma empresa particular que reconhece o meu trabalho e a minha necessidade de repouso também. Às vezes, falam porque gostam de mim e não querem me ver fora do programa. Eu entendo, mas preciso de descanso, de recuperação, pra voltar melhor."

Fátima Bernardes ainda disse que a atração demanda uma dedicação imensa. "Quando no “Jornal Nacional”, eu não trabalhava em nenhum feriadão, e ninguém nunca falou nada. No “Encontro”, tem dias em que gravo à tarde e ninguém vê. Fiz várias aulas fora do horário de trabalho para quadros do programa... Eu sei o quanto eu dedico da minha vida para o trabalho. Se eu vou entrevistar uma escritora, leio o livro dela antes. Se o ator com quem vou falar está lançando um filme, eu assisto antes."

MAMÃE CORUJA

Fátima Bernardesdisse ainda que deseja passar mais tempo com o herdeiro, que foi estudar fora do país: “Ele está na França há quase dois anos, e eu só consegui ir uma vez vê-lo. Agora, Laura [filha] também está querendo estudar fora. Meu namorado mora em outras duas cidades”

“Percebi que eu preciso ter uma lista mais equilibrada do que eu devo e do que eu quero fazer. Qualquer viagem que eu faça tem que ser no meio da tarde de sexta-feira, após o programa ao vivo, e eu tenho que estar de volta no domingo, já preparando o de segunda-feira. Minha vida tem muito pouco tempo livre”, explicou.