Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / ABALADA

Ex-mulher de Tom Veiga surge aos prantos após acusações graves: "É um absurdo o que estão falando"

Em entrevista para programa de TV, ela desabafou ao ser chamada de "assassina" e "usurpadora"

Redação Contigo! Publicado em 12/04/2021, às 11h57

Ex-mulher de Tom Veiga chora e revela que - Reprodução/TV Globo
Ex-mulher de Tom Veiga chora e revela que - Reprodução/TV Globo

Viúva do ator Tom Veiga, Cybelle Hermínio deu uma entrevista revelador ao Domingo Espetacular que foi ao ar neste domingo (11). Ao programa, ela se mostrou perplexa com as recentes acusações envolvendo seu casamento relâmpago com o ator.

"Minha relação com o Tom sempre foi muito carinhosa, brincalhona, muito amorosa. Nunca houve nenhum tipo de violência de nenhuma das partes, a gente tinha briga normal como todo casal, mas nada que fugisse do nosso dia a dia, fugisse do controle", disse ela.

Aos prantos, ela negou que muitas das informações que andam circulando são verdadeiras.

"É um absurdo o que estão falando. Nunca houve nada disso, desconheço completamente aquelas marcas, fotos que estão circulando nas mídias. Absurdo, nunca houve nada disso. Não tem B.O. registrado, corpo delito, medida protetiva."

Ela também fez questão de afirmar que as acusações não procedem e que ficou em choque ao descobrir que cogitam um possível envenenamento de Louro José.

"Tenho jornalistas que me chamam de monstro, e pessoas que me definem como assassina, vagabunda, usurpadora. Eu ouvi de um amigo no IML que falou: 'se vocês não tivesse brigado, nada disso teria acontecido'. Eu achei tão dolorido alguém falar isso", afirmou ela. 

EMPREGADA CONFIRMA VERSÃO

A empregada doméstica Josenilde de Cássia Santos Silva, que trabalhava na casa do ator Tom Veiga, registrou um depoimento no 15° Serviço Notarial da Barra da Tijuca no dia 4 de dezembro de 2020 em que fez graves acusações contraCybelle Hermínio, então esposa do ator.

As informações foram publicadas com exclusividade pelo jornalista Leo Dias, do Metrópoles. Na reportagem, ele traz detalhes do depoimento. Em um dos trechos, a empregada, que diz que era muito próxima do ator, revela que em setembro de 2020 Tom afirmou que foi espancado pela então mulher.