Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / ABSURDO!

Ex-apresentador da RedeTV! faz graves acusações: "Assédio moral todo dia"

Ex-apresentador da RedeTV!, Franklin David detona a emissora e detalha situações absurdas que enfrentou nos bastidores; saiba mais

Redação Contigo! Publicado em 03/05/2022, às 17h18

Ex-apresentador da RedeTV! faz graves acusações: "Assédio moral todo dia" - Reprodução/RedeTV!
Ex-apresentador da RedeTV! faz graves acusações: "Assédio moral todo dia" - Reprodução/RedeTV!

O apresentador Franklin David abriu o jogo e decidiu expor tudo que passou na RedeTV! durante os 10 anos de emissora. Ele foi apresentador do TV Fama por sete anos e ficou mais dois no Tricotando.

Em entrevista ao portal NaTelinha, ele revelou que recebeu um convite para atuar na peça Bela e a Fera, mas foi barrado por um diretor do TV Fama: "E não era porque era inviável, era simplesmente por uma questão de ego, porque a gente vivia assédio moral todos os dias. E a única coisa que eu lamento é que a emissora não tenha dado atenção a todas as queixas que existiam".

Logo depois, ele continuou detonando a emissora: "A única lamentação que eu faço é da emissora não ter olhado com carinho, porque todas as pessoas que passaram pela convivência com esse cara saíram com a saúde mental no lixo. Todos os dias. Chegou um momento em que eu cheguei a gravar os assédios para que eu pudesse fazer alguma coisa ou me defender. Todo mundo sabia, era do conhecimento de todo mundo, mas as pessoas fingiam não ver aquilo".

O repórter também afirma que não levou o caso para a Justiça depois de saber que as reclamações de outras integrantes do programa, como Íris Stefanelli e Monique Evans, não deram em nada.

Ainda criticando a RedeTV! ele contou que sua chegada ao TV Fama gerou ciúmes entre outros jornalistas do programa: "Rolou até uma movimentação pra me prejudicar na época, mas não deu muito certo porque eu tava tão focado em fazer meu trabalho acontecer que eu passei ileso. Com a minha dedicação, consegui bons frutos. Algumas pessoas até tentaram atrapalhar o meu caminho lá dentro, mas essas pessoas estavam muito mais preocupadas com o outro do que com elas mesmas. Acho que a minha dedicação em correr atrás do meu fez com o que eu colhesse bons frutos, diferentemente de quem estava preocupado com o outro. Vejo de uma maneira muito positiva minha passagem pela RedeTV!, aprendi muito".

"O que eu fiz foi desejar luz pra pessoa, que era vítima da própria amargura. Depois acabou sendo desligada da emissora da pior maneira possível e aí você percebe que no final das contas a pessoa sempre colhe o que ela planta. Não achei que eu precisasse fazer nada porque a vida se encarrega de fazer isso", desabafou.

Franklin David também relembra do dia em que pediu demissão: "Quando eu fui comunicar meu diretor artístico de que eu não queria mais continuar no programa, eu falei 'olha, eu me arrumo todos os dias, me preparo, estudo roteiro, tô aqui sendo completamente profissional, pronto pra exercer o meu papel, minha função. Só que eu tô fazendo isso de uma forma mecânica. Eu não tinha mais tesão em apresentar o Tricotando, aí vira um martírio, vira um castigo você fazer algo que você não tá afim. Eu precisava de um pouquinho mais de reconhecimento e eu precisei sair para entender isso"

POLÊMICA

Na tarde desta terça-feira (03), Felipeh Campos se defendeu ao vivo durante o 'A Tarde É Sua', por conta das acusações de racismo que recebeu nas redes sociais. O colunista de Sonia Abrão havia compararo o cabelo do ex-BBB Paulo André com cadarços de sapato nesta segunda e deu o que falar.

Ele explicou que em nenhum momento foi preconceituoso com o velocista, já que simplesmente explicou não ter gostado do novo visual. Em suma, o famoso havia aderido à tranças para um evento que aconteceu no último final de semana.

"Gente eu só vou dizer uma coisa pra vocês: eu cheguei no candomblé aos oito anos de idade, isso faz exatos 40 anos, que é a minha religião até hoje. Se vocês não sabem, o candomblé é de tudo, de tudo, é uma religião afrodescendente", iniciou Felipeh Campos.