Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
TV / DESABAFO

Edu Guedes diz que temeu o fim da carreira: "Não sabia que condição eu tinha"

Emocionado, Edu Guedes conta drama que viveu no ano passado e exalta ajuda para dar a volta por cima

Redação Contigo! Publicado em 22/11/2021, às 12h01

Edu Guedes se emociona ao revelar que temeu o fim da carreira: "Não sabia que condição eu tinha" - Reprodução/Instagram
Edu Guedes se emociona ao revelar que temeu o fim da carreira: "Não sabia que condição eu tinha" - Reprodução/Instagram

O apresentador Edu Guedes comoveu os seguidores nesta segunda-feira (22) ao falar abertamente sobre o momento difícil que viveu ao sofrer um grave acidente de carro.

Durante o The Chef, da Band, ele disse que teve medo pelo seu futuro como apresentador.

“No ano passado eu tive um acidente, no começo do ano eu não sabia que condição eu tinha. Agradeço ao grupo Bandeirantes no momento que eu tinha muito pouco do meu braço. Vou chutar, talvez 10% que eu tinha em um braço, e era o braço que eu mais usava”, comentou o apresentador.

Ele afirmou que que teve uma conversa com Johnny Saad, chefão da emissora, que decidiu o contratar mesmo sem saber se ele estaria 100%. Ele tinha medo de prejudicar a equipe do programa. 

“Eu falei isso, eu repeti algumas vezes para o Johnny. Tem certeza que querem me contratar assim? Eu tinha possibilidade desse braço não voltar. Hoje, eu tenho 60%. Para dirigir, eu não sinto daqui para baixo”.

Eles decidiram manter o contrato, mesmo com as incertezas. “Me contrataram sem saber se meu braço iria voltar. Se você olhar, menos de 10% volta dessa forma. Eu tive que me adaptar. É diferente cozinhar, correr de carro… Mas, a gente sempre tem que acreditar na gente”, completou Edu Guedes.

DESABAFO

Em junho de 2020, quando voltou ao ar ainda na RedeTV!, onde trabalhava na época, ele fez um desabafo contundente sobre o momento difícil que viveu.

Durante o Edu Guedes e Você, exibido pela RedeTV, ele apareceu com o braço imobilizado e disse que terá uma longa rotina de recuperação pela frente. “Tem programa que vocês vão ver meu com a tala, que são os programas que estamos conseguindo gravar. Os que tiverem sem a tala é porque eu não tenho condições de fazer ainda. Mas, aos poucos, eu vou voltando. A cada semana a gente vai fazendo um pouquinho mais”, disse.