Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
TV / Sensata

Catia Fonseca é aplaudida nas redes sociais ao detonar Sara Giromini: "Ela devia ser presa"

Apresentadora da Band se revoltou com exposição de dados de vítima de estupro; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 18/08/2020, às 21h14 - Atualizado às 21h15

Catia Fonseca é aplaudida nas redes sociais ao detonar Sara Giromini - Reprodução/Twitter
Catia Fonseca é aplaudida nas redes sociais ao detonar Sara Giromini - Reprodução/Twitter

Catia Fonseca fez o maior sucesso ao comentar de maneira bastante enérgica o absurdo mais recente.

No Melhor da Tarde desta segunda-feira (17), a apresentadora da Band se revoltou ao falar sobre o caso da menina de 10 anos que, grávida, sofreu ataques e perseguição ao passar por um aborto legal, autorizado pela justiça brasileira.

Ela mandou o recado diretamente à ativista de direita Sara Giromini, conhecida como Sara Winter: "Por que você não toma vergonha na cara, não tem responsabilidade e age como uma pessoa digna?", disparou. "Não interessa se cada um é favorável ou não ao aborto. Eu sou contra, no meu caso, eu nunca faria. Mas vamos deixar a religião de lado? É uma criança de 10 anos que foi estuprada pelo tio por quatro anos!".

Catia prosseguiu: "Cada um tem o direito apoiado pela lei de fazer sua decisão. Cuida cada um da sua vida. Se dedica a ir atrás do desgraçado do tio que estuprou a menina por quatro anos". E finaliza: "O dano que ela causou, ela devia ser processada, ela devia ser lascada! Ela devia ser presa!".

O posicionamento da apresentadora foi aplaudido nas redes sociais, onde o vídeo viralizou.

MARQUEZINE

Quem também se posicionou sobre o acontecido foi Bruna Marquezine.

A atriz, evangélica, se indignou com a exposição de dados pessoais da menina e ao grupo de religiosos que hostilizou a ela e aos médicos no hospital."E não tem nenhum religioso na porta da delegacia exigindo a prisão do monstro criminoso que estuprou a sobrinha e está foragido. A religiosidade é uma doença. Estamos falando de um criança de 10 anos. Isso não é ser pró-vida, isso é ser ignorante, limitado e cruel", escreveu Bruna no Twitter.

Veja o desabafo de Catia: