Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
TV / COMO ASSIM?

Ao vivo, Neto solta os cachorros ao teorizar sobre a paralisação das redes sociais: "Isso é armação dos caras"

No 'Os Donos da Bola', apresentador fez uma crítica sisuda sobre a dependência virtual da população

Redação Contigo! Publicado em 05/10/2021, às 16h46

Ao vivo, Neto teoriza sobre a paralisação das redes sociais: "Isso é armação dos caras" - Reprodução/Band
Ao vivo, Neto teoriza sobre a paralisação das redes sociais: "Isso é armação dos caras" - Reprodução/Band

No Os Donos da Bola desta terça-feira (5), Neto teorizou sobre a paralisação das redes sociais que ocorreu na tarde da última segunda-feira (4). 

Ao vivo, ele criticou a dependência virtual da população e cogitou a possibilidade da empresa de Mark Zuckerberg, o criador do Facebook, ter tirado os sites do ar de propósito. Para ele, o vício nos aplicativos é perigosíssimo e "pior que droga".

"Deixa eu falar uma coisa só sobre o WhatsApp, esse negócio aí. O que mais parou aí? Instagram, Facebook. Deixa eu falar: isso é armação dos caras", começou ele. "Será que vocês não perceberam? Será que não viram que é armação para ver o quanto somos dependentes disso?"

E continuou: "Isso é pior que droga, é pior que cocaína, pior que crack, pior que bebida, pior que tudo. Será que vocês não perceberam que o mundo falou disso? Ah, mas o cara perdeu R$ 6 bilhões. Sabe quanto ele vai ganhar com o que a gente está usando agora? R$ 200 bilhões. Isso é tudo para enganar a gente. É um ponto de vista meu, meio arcaico, meio conservador". 

Neto ainda disse que aproveitou o "respiro" das redes para estabelecer conversas olho no olho: "Ontem, depois de 15 anos, eu conversei com as pessoas aqui, elas estavam conversando, sabe?”

E seguiu criticando: "O que eles fizeram foi para ver o quanto vocês são dependentes. Vocês acordam com isso, almoçam com isso, jantam com isso, fazem amor com isso, dormem com isso embaixo do travesseiro”.

"Eles fizeram isso para mostrar como o mundo é dependente disso e como sabem onde a gente vai. Você pensa: 'Quero comprar uma casa'. Vem dez casas para você comprar. 'Ah, eu queria contratar uma prostituta na Augusta', vem 200. 'Ah, eu queria comprar um tênis, vem 500 lojas. Será que vocês não perceberam isso? Os caras investigam nossa vida, tomam conta da nossa vida! Vamos parar de ser otário com isso. É importante? É. Mas não pode ser mais importante que almoçar com seu filho, conversar com sua esposa, conversar com seu amigo".

Ainda não se tem uma explicação completa sobre o que ocorreu com as redes sociais na última segunda-feira (5). Especialistas em tecnologia estão compartilhando possibilidades para a paralisação, mas os aplicativos oficiais ainda não se pronunciaram. 

DIA TURBULENTO

Nesta segunda-feira (4), o mundo paralisou com a queda do Facebook, empresa que, além de controlar a própria rede social, também é dona do WhatsApp e do Instagram. 

O problema no servidor fez com que os sites "congelassem" e o globo ficasse "fora do ar". Diante do caos, diversas celebridades se juntaram aos seus fãs no Twitter para reclamar, tirar dúvidas, compartilhar o drama de perder publis e até mesmo alfinetar os apoiadores de Jair Bolsonaro.