Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / EITA!

Ana Maria Braga 'quebra' Tiago Leifert com teoria sobre sua saída da Globo: "Sua tese tá correta"

Apresentadora arriscou palpite sobre o real motivo do pedido de demissão que deixou telespectadores em choque

Redação Contigo! Publicado em 10/09/2021, às 10h31

Ana Maria Braga 'quebra' Tiago Leifert com teoria sobre sua saída da Globo: "Sua tese tá correta" - Reprodução/TV Globo
Ana Maria Braga 'quebra' Tiago Leifert com teoria sobre sua saída da Globo: "Sua tese tá correta" - Reprodução/TV Globo

A apresentadora Ana Maria Braga soltou no Mais Você desta sexta-feira (10) uma "teoria" para explicar a saída de Tiago Leifert da TV Globo.

Ela mostrou um vídeo do programa Zero1, que também foi comandado pelo apresentador nas madrugadas da emissora. Nele, era exibida uma matéria sobre o ex-jogador de futebol Wendell Lira.

Ele chegou a vencer o prêmio da FIFA de gol mais bonito do ano, mas abandonou a carreira de atleta para ser jogador profissional de videogame.

"Então. É isso! Eu queria botar isso. Tá resolvido. Por que ele quer parar? O cara era o principal jogador e resolveu parar. Foi o exemplo, aquele momento em 2016 que aconteceu essa virada", disse a global brincando com o colega e insinuando que ele quer é ficar em casa jogando videogame.

Ele então confessou que tem um fundo de verdade na afirmação.

"Sua tese tá correta, tem um fundo de muita verdade. Óbvio que vou jogar videogame muito. Eu sempre falei para eles, de brincadeira, que eu queria só fazer o Zero1. Eu sou criança. Eu gosto de doce, videogame, de brincadeiras de criança, eu tenho esse lado criança ainda mesmo", disse ele.

EPIFANIA

Ainda no programa, Leifert explicou qual foi o exato momento em que decidiu que era o momento de deixar a emissora. "Minha grande epifania foi no ano passado, pandemia, BBB20, eu cheguei em casa, ela [Daiana Garbin, esposa do apresentador] me acordou e falou: ‘o programa foi maravilhoso’. E eu não estava feliz, eu senti que não tinha feito mais do que a obrigação. Pensei 'eu estou aqui pra isso'. Eu não comemorei porque já estava preocupado com o próximo, com o outro", disse ele.