Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!

Musa do OnlyFans é banida de loja por ato considerado indecente: "Peça íntima"

Musa do OnlyFans é banida de loja de informática por ação considerada inapropriada; a polícia foi até a sua casa passar advertência

Redação Publicado em 06/12/2023, às 14h40

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Musa do OnlyFans é banida de loja por ato considerado indecente - Reprodução/Instagram
Musa do OnlyFans é banida de loja por ato considerado indecente - Reprodução/Instagram

A modelo do OnlyFans neozelandesa Layla Kelly foi banida de uma loja de informática por uma ação considerada inapropriada realizada em uma filial do empreendimento. Ela foi gravada por uma amiga tirando a calcinha em um corredor do local.

A influenciadora, que tem mais 130 mil seguidores no Instagram, recebeu uma visita da polícia na casa onde vive em Wellington, capital da Nova Zelândia. "Eles tinham uma expressão muito severa e me disseram que precisavam conversar sobre algo sério. Minha mente estava bem acelerada. Pensei que alguém tivesse morrido", contou. 

Quando eles explicaram que o motivo da conversa eram os vídeos em que Layla aparece tirando a calcinha no estabelecimento comercial, a moça não compreendeu: "Eu estava tão confusa que apenas olhei fixamente para eles. Eu não conseguia entender o que tinha acontecido. A polícia estava na minha porta por um vídeo? Não fazia sentido"

Em uma das gravações, Layla tira a roupa de baixo e a deixa em uma parte da loja, afirmando que seria uma "surpresa para os pais que trabalham duro". Aos policiais, ela argumentou que os vídeos não passavam de uma brincadeira e que não havia deixado nenhuma peça na loja, nem ficado sem calcinha, pois estava com outra debaixo da roupa. 

"Eles eram simplesmente um adereço para os vídeos, não tirei minha peça íntima. Eu não deixaria minha calcinha de graça assim", afirmou. Mesmo assim, ela foi advertida pelos policiais e comunicada de que, se pisar em uma loja da rede nos próximos dois anos, pode receber uma multa de até R$ 30 mil. 

PROFESSORA É DEMITIDA APÓS TER PERFIL NO 'ONLYFANS' DELATADO POR ALUNO

A professora estadunidense Megan Gaither, de 31 anos, foi suspensa da escola onde trabalhava na cidade de St. Clair, Missouri, nos Estados Unidos, depois que pessoas da comunidade descobriram que ela possuía uma conta na plataforma de conteúdo erótico 'OnlyFans'. Outra professora da mesma escola, Brianna Coppage, passou por um caso praticamente igual.

A ocupação paralela de Megan foi revelada após um aluno deixar um bilhete escrito "Eu sei o seu segredo" para a professora. O caso foi parar na direção. Todavia, antes disso, já estavam circulando boatos de que a moça estava na plataforma. Isso por conta de um vídeo postado na conta de Brianna, em que, apesar de não mostrar o rosto, a jovem aparece com a mesma roupa de uma foto postada publicamente nas redes sociais. 

Em entrevista ao jornal 'St. Louis Post-Dispatch', Megan revelou que mantinha uma conta no 'OnlyFans' para complementar a renda da professora, a qual era insuficiente para arcar com o custo de vida e com as parcelas de empréstimos estudantis que contraiu durante a universidade. Ela não mostrava a cara na rede social. "Ensinar não sustenta financeiramente uma pessoa. É realmente difícil esticar esses contracheques durante o verão. É por isso que fiz isso", contou. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!