Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Olimpíadas / DESABAFO

Tadeu Schmidt comove ao falar da eliminação do sobrinho das Olimpíadas após período na UTI: "Orgulho infinito"

Em momento emocionante, apresentador do 'Fantástico' lembrou luta de Bruno Schmidt pela vida

Redação Contigo! Publicado em 02/08/2021, às 10h33

Tadeu Schmidt comove ao falar da eliminação do sobrinho das Olimpíadas após período na UTI: "Orgulho infinito" - Reprodução/Instagram
Tadeu Schmidt comove ao falar da eliminação do sobrinho das Olimpíadas após período na UTI: "Orgulho infinito" - Reprodução/Instagram

O apresentador Tadeu Schmidt se emocionou nas redes sociais ao falar da eliminação do sobrinho, Bruno Schmidt, que disputava os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Nesta segunda-feira (2), ele prestou uma homenagem ao atleta do vôlei de praia que foi medalha de ouro na Rio 2016.

"Esse cara (Bruno) aí é um gênio. Ele não merecia sair tão cedo da Olimpíada. Mas hoje deu tudo certo para os adversários e tudo errado pra gente. O tal do Plavins fez um jogo assombroso. Acontece... Mas você, Bruno, você já zerou a vida no vôlei de praia. Você ganhou tudo, enquanto a maioria achava que você não iria a lugar nenhum, porque era baixinho. Você mostrou ao mundo um vôlei dos mais lindos de todos os tempos. Foi mágico", disse ele.

O apresentador do Fantástico ainda lembrou que ele ficou na UTI após complicações da Covid-19. Ele se recuperou a tempo da competição contrariando os médicos. 

"E, nos últimos tempos, você foi um monstro mais uma vez! Depois de um caso grave de Covid, que te levou pra UTI, duvidaram de você de novo. Acharam que você não ia voltar ao alto nível a tempo de jogar em Tóquio. E você voltou! Jogando muito! Jogando como campeão olímpico! Fora o moleque maravilhoso que você é. Orgulho infinito de ser seu tio!", declarou.

Veja:

EMOCIONADO

O narrador Galvão Bueno quebrou o protocolo e desabafou durante a transmissão da Ginástica Artística nas Olimpíadas de Tóquio.

No início da manhã desta segunda-feira (2), ele elogiou o carisma e o caráter de Rebeca Andrade, que conquistou o quinto lugar na final do solo. Ela também levou para casa duas medalhas olímpicas.