Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Novelas / Em breve

SBT atende pedidos e anuncia data de estreia oficial da nova versão de 'A Usurpadora'

O remake deve estrear em horário diferente do habitual escolhido pela emissora de Silvio Santos; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 30/09/2021, às 15h15

O remake deve estrear em horário diferente do habitual escolhido pela emissora de Silvio Santos; veja - Reprodução/ YouTube
O remake deve estrear em horário diferente do habitual escolhido pela emissora de Silvio Santos; veja - Reprodução/ YouTube

A novela que já foi ao ar sete vezes, A Usurpadora volta para às telas do SBT. Mas a trama será diferente de 1998. Desta vez, a emissora transmitirá um remake que foi originalmente transmitido pela Televisa no México em 2019 e nunca visto no Brasil. Para aproveitar o novo enredo, a emissora de Silvio Santos utilizará a última edição dos Amores Verdadeiros.

De acordo com o Notícias da TV, a exibição será de segunda a sexta, o que fará a trama durar pouco na grade - pois a versão repaginada é bem mais enxuta do que a original. O primeiro dos 25 episódios da história vai ao ar logo após o capítulo final de Chiquititas.

Já a partir de quinta-feira (6), a obra produzida pela Televisa no ano de 2019 deverá ocupar a faixa seguinte à de Carinha de Anjo, que substitui a história de Mili (Giovanna Grígio) e seus amigos a partir de segunda (4).

Esta releitura do clássico mexicano mostra como Paola Miranda (Sandra Echeverría), a primeira-dama do México, obriga a própria irmã gêmea, Paulina Dória (Sandra Echeverría), a usurpar sua identidade junto à família do presidente Carlos Bernal (Andrés Palacios), dando início a uma série de confusões e reviravoltas.

DESABAFO

30 anos após deixar o SBT e ser demitida no dia de seu aniversário por um telegrama enviado por Silvio Santos, a apresentadora Mariane disse que está em paz. 

Na época, o motivo principal de sua saída do SBT foi o fato dela ter cortado o cabelo bem curtinho sem comunicar a direção da emissora. Hoje, ela diz que entende sua saída do canal.

“Pela coragem e pela atitude, dou nota dez. Fui empoderada naquela época. Depois de alguns anos, a Xuxa cortou o cabelo e não foi demitida, ficou tudo bem, todos aceitaram. Naquela época, era outra cabeça e entendo. Havia sido contratada por uma empresa e era necessária a preservação da imagem”, declarou ela para o programa comandado por Mara Maravilha nas plataformas digitais do SBT.