Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Novelas / Vem aí!

Pantanal: Nova versão muda cena de castração de Alcides e promete 'torturar' o público; saiba como será

Na adaptação feita por Bruno Luperi, cena de castração de Alcides terá mudanças e se tornará 'mais leve'; confira detalhes

Redação CONTIGO! Publicado em 26/07/2022, às 15h24

Na adaptação feita por Bruno Luperi, cena de castração de Alcides terá mudanças e se tornará 'mais leve' - Reprodução/Globo
Na adaptação feita por Bruno Luperi, cena de castração de Alcides terá mudanças e se tornará 'mais leve' - Reprodução/Globo

Uma das cenas mais esperadas pelo público que conhece a história de Pantanal é a castração de Alcides (Juliano Cazarré). Na versão original da novela, em 1990, o peão teve seu pênis arrancado na faca por Tenório - interpretado por Antônio Petrin - para se vingar do caso que o ex-funcionário tinha com Maria Bruaca.

Apesar das poucas mudanças que Bruno Luperi vem fazendo na adaptação do folhetim de Benedito Ruy Barbosa, essa cena teve seu roteiro modificado com a intenção de 'não chocar demais o público' da novela das 9.

De acordo com a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a direção da novela tratará de maneira mais sutil a mutilação do personagem vivido nesta versão por Cazarré. Em vez de mostrar a ação chocante e sangrenta, tudo será conduzido pelo olhar e pelo pensamento de Maria Bruaca (Isabel Teixeira) deixando a brutalidade subentendida.

Para as sequências, o diretor artístico, Gustavo Fernandez, escalou Davi Lacerda - o mesmo que dirigiu o casamento de Juma (Alanis Guillen) e Jove (Jesuíta Barbosa) e recebeu muitos elogios pela sensibilidade.

VEJA COMO FOI A CENA DE CASTRAÇÃO EM 1990

BASTIDORES DA CENA DE CASTRAÇÃO DE ALCIDES

A atriz Ângela Leal, que interpretou a primeira Maria Bruaca em Pantanal, revelou detalhes de uma das cenas mais emblemáticas da trama. A artista contou que a sequência da castração de Alcides demorou muitas horas para ser feita e que Ângelo Antônio, seu par romântico na trama, ficou imerso em sangue cenográfico.

Em entrevista à página oficial da novela das 9, o Gshow, a mãe de Leandra Leal disse que levou oito horas para gravar a cena polêmica: "Foram oito horas de gravação, tinha muito sangue, e lembro dele [Ângelo Antônio] fazendo o sinal como se tivessem tirado as partes dele mesmo", conta a atriz.

Não perca nenhuma notícia sobre as celebridades: siga a CONTIGO! no Instagram!