Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Novelas / Intrigas do passado

Marcílio Moraes desmente a Globo e revela ser autor do primeiro capítulo de 'Roda de Fogo'

O autor desabafou em seu blog e contou o motivo para a emissora não o considerar criador da trama; veja

Redação Contigo! Publicado em 28/04/2021, às 13h37

O autor desabafou em seu blog e contou o motivo para a emissora não o considerar criador da trama; veja - Reprodução/Facebook
O autor desabafou em seu blog e contou o motivo para a emissora não o considerar criador da trama; veja - Reprodução/Facebook

Nesta segunda-feira (26), a clássica novela Roda de Fogo foi lançada no Globoplay e trouxe de volta intrigas do passado. O autor Marcílio Moraes publicou um texto em seu site em que desenterra um debate sobre os créditos da trama de 1986.

Segundo o autor, o primeiro capítulo, que agradou à Globo, era seu.“Criei a primeira sinopse. Como eu era um iniciante na TV, foi chamado o Lauro César Muniz para assumir a novela”, escreveu ele.

+ Atriz demitida, censura de cenas, vilão que se redimiu: as curiosidades de 'Roda de Fogo', estreia do Globoplay

Atualmente, a emissora apresenta a trama tendo a autoria de Lauro César Muniz e colaboração e Marcílio Moraes

A trama que entrou no catálogo da plataforma de streaming conta a história de Renato Villar (Tarcísio Meira), um empresário corrupto que acaba denunciado à polícia. A juíza Lúcia Brandão (Bruna Lombardi) assume o caso, e os dois acabam se apaixonando.

+ 35 anos após a estreia, veja como está o elenco estrelado da novela 'Roda de Fogo'

Nesta segunda-feira (26), a novela Roda de Fogo foi lançada no catálogo do Globoplay, mas não de forma completa aos assinantes. Isso porque a Globo não conseguiu recuperar o capítulo 90 da trama de Lauro César Muniz e Marcílio Moraes.

Para explicar o ocorrido aos assinantes, a emissora adicionou um aviso na plataforma.  “Não foi possível recuperar o capítulo 90”, diz o aviso nas descrições dos capítulos dos dias 5 e 8 de dezembro de 1986.