Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Novelas / Difícil

Gilberto Braga passou últimos anos da vida lutando para superar 'Babilônia': "Não queria encerrar com fracasso"

Amigo e colega do autor contou que resultado da última novela assombrava; veja

Redação CONTIGO! Publicado em 31/10/2021, às 08h43

Amigo de Gilberto Braga, João Ximenes Braga fala sobre últimos anos do autor - Divulgação/Globo/Márcio de Souza
Amigo de Gilberto Braga, João Ximenes Braga fala sobre últimos anos do autor - Divulgação/Globo/Márcio de Souza

João Ximenes Braga fez um apelo à Globo neste sábado (30).

O amigo de Gilberto Braga, que era parceiro de trabalho frequente e inclusive participou da equipe da novela Babilônia, contou em entrevista à Folha de São Paulo que o autor queria muito lançar uma nova obra para apagar a memória do fracasso.

João conta que quando conversava com o artista, era clara a vontade de superar o mau desempenho de Babilônia. "Fui recebido no quarto, numa cama reclinável, tipo de hospital. Ele não estava bem de saúde, mas lúcido e muito deprimido com o fracasso de Babilônia. Não ouso dizer que antecipasse sua morte, mas naquele dia me disse textualmente que não queria encerrar sua carreira com um fracasso e queria voltar a trabalhar logo para recuperar seu prestígio", relata.

Nos últimos anos da vida, o autor trabalhou em dois projetos: uma minissérie sobre Elis Regina e uma novela das onze, nova versão de Brilhante, de 1981, que foi fortemente censurada pela ditadura. "A novela das onze passou a ser muito mais que um simples remake de Brilhante e ganhou outro título, Intolerância. Teve seus 60 capítulos escritos e entregues, mas foi sucessivamente adiada e por fim, cancelada, pelas mesmas forças que destruíram Babilônia", conta.

Ainda houve um último projeto, também cancelado pela Globo. Ele iria adaptar o livro Feira das Vaidades, de William Makepeace Thackeray, mas a emissora decidiu parar de produzir obras de época. "No mesmo telefonema em que me contou isso, disse que lhe encomendaram uma novela das nove e perguntou se eu achava que Intolerância poderia ser adaptada para o horário", conta João.

Ele pede que a Globo disponibilize de alguma forma os últimos capítulos escritos por Gilberto. "Pode ser num livro, no site do Memória Globo, ou uma simples doação à Biblioteca Nacional, para que fãs e pesquisadores possam conhecer a produção do Gilberto de 2015 para cá. É o mínimo a fazer com a memória de Gilberto".

O autor faleceu na última terça-feira (26) aos 75 anos, após dias internado lutando contra uma infecção. Lidando com Alzheimer, ele sofreu uma perfuração no esôfago.

MARIDO DESABAFA

O decorador Edgar Moura Brasil comoveu os fãs na noite da última quarta-feira (27) ao publicar uma tocante homenagem ao marido, o autor Gilberto Braga.

Eles viveram uma história de amor que durou 49 anos - eles só se casaram oficialmente em 2014.