Aposta da Globo, ator português abandona novela das 7 e causa mal-estar nos bastidores

Pegou mal: trazido de Portugal, ator decidiu deixar a novela e obrigou corre-corre da produção

Redação Contigo! Publicado quinta 11 junho, 2020

Pegou mal: trazido de Portugal, ator decidiu deixar a novela e obrigou corre-corre da produção
José Condessa deixa o Brasil e abandona novela das 7 - Reprodução

Uma das apostas da TV Globo para a novela Salve-se Quem Puder, o ator português José Condessa decidiu pedir dispensa da trama. 

Interrompida pela pandemia do coronavírus, as gravações deveriam ser retomadas em agosto. Com a desistência do ator, mais de quarenta capítulos precisaram ser reescritos.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, de O Globo, a saída do ator causou mal-estar. Ele fazia par com Juliana Paiva e teria papel importante no desenrolar da trama.

O ator abandonou a Globo para fazer novela na TVI, emissora lá da terrinha. Ele ainda não se pronunciou abertamente sobre a saída da trama das 7, mas toda a direção da emissora já está ciente. 

PASSAGEM TURBULENTA

O ator é um sucesso absoluto em terras portuguesas. Quando mudou para cá, ele se aproximou da atriz global Juliana Paiva. Os dois ficaram tão próximos que levantaram rumores de que estavam vivendo um "algo a mais".

Só que o ator namora a atriz Bárbara Branco e precisou se explicar. No Instagram, ele compartilhou um clique onde aprece agarradinho com a amada e, com um longo texto, falou da distância e da saudade da namorada.

“Meu amor. É longe de casa e de ti que escrevo este texto. Na varanda de minha casa vejo o oceano que temos entre nós e acredita quando te digo que nunca o vi tão bonito como hoje. Aqui tenho tempo para mim, para pensar, para ler e para sentir a tua falta também. Estamos afastados há tempo demais para quem continua tão apaixonado... Mas nem tudo o que a distância traz é mau. Nem tudo são saudades e medos. Assim de longe consigo ver-nos com mais clareza, afastado do turbilhão de risos, olhares e beijos em que vivemos quando estamos juntos. Vejo que estamos mais capazes de suportar as saudades porque temos álbuns intermináveis de memórias boas aos quais nos podemos agarrar e suspirar”, iniciou ele.

Último acesso: 02 Jul 2020 - 20:08:29 (1113244).