Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / ALERTA DE GATILHO

Whindersson Nunes revela tentativa de tirar a própria vida em forte relato: “Gatilho”

Whindersson Nunes faz desabafo pesado, revela tentativa de tirar a própria vida e abuso na infância; confira o relato

Redação Contigo! Publicado em 03/06/2024, às 10h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Relato pesado de Whindersson Nunes - Reprodução/ Instagram
Relato pesado de Whindersson Nunes - Reprodução/ Instagram

Alerta de gatilho: este texto contém informações sensíveis relacionadas a problemas de saúde mental e suicídio. Caso esteja procurando ajuda, ligue para o Centro de Valorização da Vida (CVV) pelo telefone 188.

Whindersson Nunes causou um choque em suas redes sociais na noite deste domingo (2) ao relatar problemas com sua saúde mental. Em um longo desabafo, o humorista deu detalhes do que passou antes e depois de tentar tirar a própria vida, além de revelar que sofreu abuso sexual na infância.

Antes de começar, ele fez um alerta para seus fãs e seguidores, mas explicou que está bem. “ALERTA GATILHO. Os próximos tuítes são fortes, mas quem me conhece sabe kkkkkkk que eu cuido um pouco. Vou tentar ser o mais incisivo sobre meu relato de dar um fim a minha vida, focar menos nas coisas tristes e mais na parte massa. Minha intenção é ajudar com isso, às vezes é foda”, disse.

Em seguida, ele começou explicando que nenhuma de suas questões pessoais que seriam reveladas tinham relação com suas ex-namoradas e pediu para que ninguém relacionasse o acontecimento com seus antigos relacionamentos.

“Vamos lá! Eu não tenho uma memória certeira sobre o dia porque não guardo essa história na mente pra ficar relembrando, não vivo o ontem. Tenho um amigo que gosta de armas e eu não sou alguém que curte, eu gosto de esportes, de alvo, até aprendi a atirar, mas com o tempo eu fui curtindo mais combate mesmo, acho mais massa com os punhos. Mas beleza, tô na casa desse amigo e eu sempre briguei com ele, porque ele tem”, começou ele.

Antes de continuar, ele garantiu que já está em tratamento com um psiquiatra e está se cuidando. “Não faço coisa pra me aparecer não, se meu pivete fosse surdo ia ter as coisa e quem ia fazer era o pai, se não falasse eu ia estudar isso e ia ajudar, dava até meu coração se coubesse. Enfim, eu sempre briguei com esse cara por deixar às vezes a arma em cima do balcão. Aí, eu dizia ‘man, uma hora tua mãe pega isso sem saber e faz uma merda cara guarda essa bosta mano'”, recordou.

O famoso ainda contou como estava se sentindo no dia que tentou tirar a própria vida: “No fatídico dia, pra vocês saberem, eu não estava triste, não era dia de discussão em Twitter, não era dia de desabafo, era um dia normal, mas eu tava indignado com uma notícia mesmo que eu vi aqui no Twitter, na época era esse nome ainda. Mas eu tava numa época da minha mente que foi um purgatório, já era depois da época de drogas, superadas e pá”.

Entretanto, no meio do relato, Whindersson revelou um segredo que só contou à Maria Lina e Luísa Sonza. “Eu tinha feito umas viagens, vi muita coisa ruim e como muita gente eu passei a odiar a terra e a viver. E aí foi só ladeira abaixo, muitas letras de músicas contam as histórias. Eu já tive problemas com abuso quando eu tinha 6 anos, minha mãe vai saber disso agora eu acho. A Maria e a Luísa sabem, foram meus relacionamentos de casar e tal, dividir todas as dores né, também e tal, dividir um pouco o fardo. Nenhuma delas nunca usou isso pra me atingir, graças a Deus, isso eu sempre tive muito medo de falar, tem piada com meu filho, quem dirá com isso. Tipo, na época que eu não tava bem da cabeça eu não aguentaria, por isso eu quis dizer hoje, aconteceu isso aí”, disparou.

“Um dia, eu chego na casa do meu amigo e ele vai ao banheiro. Eu tô andando ali. Olho a arma em cima da mesa, igual aquelas pensamento de impulso sabe, que a galera diz que tá numa ponte e tem medo de, num impulso, jogar o celular, sabe? Eu peguei essa arma, entrei no quarto, tranquei a porta. (Alerta relato forte com arma de fogo, se for sensível a isso, por favor, pelo meu filho, apenas avance pro próximo tuite, eu posso te ajudar, ou ligue 188, conversar faz bem, esse número funcionou em 2 momentos terríveis pra mim). Eu destravei a arma, armei puxando e atirei na minha cabeça, na têmpora, cleque, nada aconteceu. Travei, tirei as balas do carregador, vi se não tinha ficado nenhum dentro e fui tomar banho, tudo isso foi em uns 20 segundos”, continuou.

Por fim, Whindersson revelou como se sentiu após perceber tudo o que tinha acontecido. Segundo o humorista, ficou reflexivo por muitos meses. “Falei muitas merdas aqui, andei por aí, mas sempre pensando que tudo que eu estava vivendo de bom, não seria possível se aquela arma tivesse funcionado. Tudo que eu fiz de legal e que eu me orgulho eu só posso porque estou aqui. Esse amigo vai saber, porque agora ele vai entender meu semblante naquele dia. O Joarley vai lembrar porque eu pedi pra ele orar por mim, porque eu sabia que eu tinha nascido pra fazer algo diferente para pessoas que nem eu, não branco e rico igual alguns, tira, onda”, disse.

Logo depois, ele avaliou: “Representar de onde eu vim, a galera que nem eu, que já cansou de sofrer coisas paia, que não tem cidadão no mundo que mereça, nem quem a gente odeia, criança é pra brincar e entender como o universo funciona, pra crescer e salvar a terra de tanta ignorância”, escreveu.