Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / Christian Brückner

Suspeito no desaparecimento de Madeleine McCann reclama da comida da prisão e expõe motivo

O suspeito no desaparecimento da menina Madeleine McCann fez reclamações sobre a prisão em que cumpre pena na Alemanha

Foto: Reprodução/Redes Sociais - Christian Brückner é suspeito pelo desaparecimento de Madeleine McCann
Foto: Reprodução/Redes Sociais - Christian Brückner é suspeito pelo desaparecimento de Madeleine McCann

Christian Brückner (48), suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann, está dando dor de cabeça para os agentes da prisão de Oldenburg, na Alemanha, em que se encontra preso. Isso porque o homem tem reclamado da comida servida no local, o que foi relatado por seus advogados em tribunal nesta sexta-feira, 17.

De acordo com informações do Daily Mirror, Philipp Marquort, responsável pela defesa de Brückner, teria recebido o pedido do suspeito para relatar sua insatisfação pelas refeições da prisão. Em audiência, o defensor teria destacado o alto teor calórico dos pratos que são servidos.

Além das refeições, Christian pediu para seu advogado reclamar da falta de acesso a banho quente. As dificuldades com as baixas temperaturas foram colocadas na justificativa para as reclamações do presidiário. 

O juiz Ute Engemann ouviu tudo atententamente em silêncio, mas seus comentários não foram divulgados pela imprensa internacional. O tribunal escolhido para ser relatada as insatisfações de Christian fica a 320 quilômetros da prisão.

O prisioneiro cumpre pena de sete anos de prisão por estupro. Principal suspeito no desaparecimento Madeleine McCann, ele está preso pelo abuso sexual de uma turista americana em Algarve, em Portugal. O que intriga as autoridades policiais é que o crime ocorreu próximo do local no qual a menina inglesa depareceu em 2007, na Praia da Luz. 

Tablóides internacionais noticiaram declarações de um amigo de Brüeckner afirmou que o suspeito matinha um "covil de estupro" e que ele era obcecado por crianças. O homem também teria dito que viu vídeos do local e que uma menina aparece no local.