Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / MUNDO

Mulher comete série de abusos e espanca a filha de seis anos até a morte

Novos detalhes de um crime brutal cometido por uma mulher de 27 anos chocam autoridades

Imagem ilustrativa - Foto: Freepik
Imagem ilustrativa - Foto: Freepik

Um crime que chocou os Estados Unidos ganhou novos detalhes nesta semana. Lynija Eason (27), foi acusada de assassinar a filha, de apenas seis anos, após uma série de abusos que surpreenderam as autoridades do país.

Segundo informações do NY Post, a mulher teria abusado da criança em março de 2023. O Ministério Público do Bronx detalha que a menina foi amarrada pelos punhos, espancada com um objeto duro e ficou sem alimentação por semanas.

A criança foi encontrada três semanas após a sequência de tortura, em 26 de maio do ano passado, no apartamento completamente sujo em que vivia em Nova York. Segundo as autoridades locais, um médico-legista afirmou que a menina sofreu asfixia postural, desnutrição e ferimentos contundentes. 

O promotor do caso, Darcel Clark, declarou à publicação que vai lutar por Justiça para a vítima. "Forneceremos serviços e apoio aos seus dois irmãos que sobreviveram a uma casa dos horrores", afirma.

Mãe mata filha e guarda corpo no freezer 

No Brasil, uma mãe, também de 27 anos, matou uma bebê de 10 meses e escondeu seu corpo no freezer da casa onde morava em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A mulher foi presa na última quarta-feira, 22, após assumir a autoria do crime.

A avó da criança denunciou a filha no 6º Batalhão da PM, no bairro de Prazeres. A autora do crime teria ameaçado cometer suicídio e se recusado a revelar paradeiro da menina. A Polícia Militar (PMPE) foi à casa da família e encontrou o corpo da bebê no freezer.

Os agentes isolaram a área para perícia e o caso deve ser investigado pela Polícia Civil a partir de agora. Aos agentes, a mulher confessou que usou chumbinho para envenenar a filha até a morte.